|| Governos || Grupos || Eleições || Regimes || Anuário || Biografias ||

  Eleições de 1860

Eleições de 1860 (1 de Janeiro)

Estava no poder um governo regenerador presidido por Terceira, desde 16 de Março de 1859. Experimentava-se um novo modelo de lei eleitoral, com 156 círculos uninominais no continente e 9 nas ilhas, mantendo-se círculos plurinominais no ultramar, num total de 179 deputados. Vitória dos governamentais regeneradores, que então já integravam os cabralistas (91%). A oposição histórica apenas elege 15 deputados (8%), mas vence em Lisboa. Eleitos dois deputados miguelistas.

16ª eleição geral

8ª eleição da 3ª vigência da Carta

5ª eleição da Regeneração

179 deputados. 156 círculos uninominais no continente 9 nas ilhas. Círculos plurinominais no ultramar

Dissolução da CD em 23 de Novembro de 1859.

Decreto de 28 de Novembro de 1859 manda proceder a eleições

Legislatura de 26 de Janeiro de 1860 a 27 de Março de 1861

1 de Janeiro de 1860

Eleição para a Câmara dos Deputados

Vitória dos governamentais regeneradores, sob o governo do duque da Terceira. Governo perde as eleições em Lisboa.

Vitória dos governamentais regeneradores que se alargavam a ex-cabralistas.

Oposição dos históricos elege apenas 15 deputados.

Dois deputados miguelistas.

 

 

Legislação eleitoral:

·Carta de Lei de 23 de Novembro de 1859 (Duque da Terceira).

A lei foi emitida no mesmo dia em que se dava a dissolução parlamentar.

Origem da lei:

Emitida por uma Câmara dos Deputados de maioria histórica, durante um governo regenerador. Destacaram-se na respectiva configuração os deputados António de Oliveira Marreca e José Estevão (segundo este deputado, o círculo uninominal era o que melhor poderia buscar a unidade e a verdade da representação).

Círculos uninominais:

Estabelecem-se 156 círculos uninominais no continente e 9 nas ilhas.Cada círculo reúne em média 23 778 habitantes.

Diminuição do censo:

Diminui o censo. Para ser elegível, 40$00 réis por décimas de juros ou quaisquer proventos municipais, misericórdias ou hospitais, e 4$00 réis de contribuições predial, rústica ou urbana.