|| Governos || Grupos || Eleições || Regimes || Anuário || Biografias ||

  Eleições de 1871

Eleições de 1871 (9 de Julho)

422 642 eleitores. Eleição de 107 deputados. 92 no continente (em vez dos anteriores 156). 8 nas ilhas. 7 círculos plurinominais no ultramar. Governo não obtém maioria própria. Avilistas (27 deputados). Regeneradores (22). Históricos (31). Reformistas (14). Constituintes (8). Sob o governo de Ávila.

25ª eleição geral

16ª eleição da 3ª vigência da Carta

13ª eleição da Regeneração

108 deputados (92 no continente, 8 nas ilhas)

Dissolução em 3 de Junho de 1871.

Decreto mandando proceder a eleições de 5 de Junho de 1871

Legislatura de 22 de Julho de 1871 a 2 de Abril de 1874

9 de Julho de 1871

Eleição da Câmara dos Deputados

Dissolução em 3 de Junho

Governo de Ávila não obtém maioria própria (49 governamentais, resultantes da aliança entre avilistas e regeneradores, e 53 oposicionistas, isto é, de históricos, reformistas e constituintes)

430 289 eleitores no Continente e Ilhas

242 714 votantes (56, 4%) no Continente e Ilhas

27 deputados avilistas

22 deputados regeneradores

31 deputados históricos no continente e ilhas

14 deputados reformistas, todos eleitos no continente

8 deputados constituintes, eleitos no continente

 

Em Lisboa (10 deputados), 4 da frente regeneradora-avilista, 1 constituinte,  3 históricos e 2 reformistas

No Porto (9 deputados), 2 da frente governamental, 3 históricos e 4 reformistas.