|| Governos || Grupos || Eleições || Regimes || Anuário || Biografias ||

  Eleições de 1874

Eleições de 1874 (12 de Julho)

452 036 eleitores. Eleição de 107 deputados. 92 no continente (em vez dos anteriores 156). 8 nas ilhas. 7 círculos plurinominais no ultramar. Eleições marcadas pelo termo de legislatura, sem prévia dissolução.

Vitória esmagadora dos regeneradores aliados a avilistas e constituintes. O governo tinha uma máquina eleitoral bem montada e não precisou de usar de violências demasiadas, até porque havia bastanta indisciplina entre as oposições. 78 deputados regeneradores e avilistas no continente e ilhas. 6 deputados constituintes no continente e ilhas. 3 destes são-no pela Beira Baixa, da facção de Manuel Vaz Preto. Oposição conjunta de históricos e reformistas apenas elege 16 deputados no continente e ilhas. 8 históricos e 8 reformistas. Entre os deputados reformistas eleitos, Mariano de Carvalho, Luís de Campos e Osório de Vasconcelos. Dos históricos, destacam-se os nomes de Braamcamp, José Luciano e Barros e Cunha. Entre os independentes, salienta-se Pedro Franco, o futuro conde do Restelo.

A sessão parlamentar foi pachorrenta, dada a pequenez da oposição que nem sequer tratava de discutir as propostas governamentais, votando sempre contra. Em 10 de Janeiro de 1875 funda-se o Partido Socialista. Contudo, a partir de Janeiro de 1876 os constituintes passam para oposição. Destaca-se então o constituinte Manuel Pinheiro Chagas que começa a publicar o jornal A Discussão. Em 19 de Março de 1876 realiza-se um meeting contra o governo no Casino Lisbonense, onde falam Mariano de Carvalho, Emídio Navarro e o republicano João Bonança. Quatro dias depois já p deputado Mariano de Carvalho propõe um inquérito a todas as secretarias de Estado. Naturalmente, essa proposta não foi aprovada e, como forma de protesto, a oposição decidiu não comparecer mais na Câmara, decisão que manteve até 27 de Janeiro de 1877. Em Julho de 1876 surge o primeiro centro republicano. Em 7 de Setembro seguinte, pelo Pacto da Granja, dá-se a unificação de históricos e reformistas, surgindo o novo partido progressista, que se instala em 17 de Dezembro.

Sob o Governo regenerador de Setembro de 1871 a Março de 1877, sob a presidência de Fontes. Rodrigues Sampaio no reino (2001 dias). José Fontana promove a fundação da Fraternidade Operária em 1872. República em Espanha em 12 de Fevereiro de 1873 Em 10 de Janeiro de 1875 era formado o Partido Socialista. Em 1876 estrutura-se um Centro Eleitoral Republicano Democrático. Pacto da Granja de 7 de Setembro de 1876 unifica nos progressitas, os históricos e os reformistas

26ª eleição geral

17ª eleição da 3ª vigência da Carta

14ª eleição da Regeneração

 

Eleições marcadas pelo termo de legislatura, sem prévia dissolução.

Decreto de 5 de Junho manda proceder a eleições

Legislatura de 2 de Janeiro de 1875 a 4 de Maio de 1878.

 

12 de Julho de 1874

Eleição da Câmara dos Deputados. 108 deputados (92 continente e 8 nas ilhas)

Vitória dos governamentais regeneradores, aliados a avilistas e apoiados pelos constituintes. Governo de Fontes, desde 1871.

452 036 eleitores no Continente e Ilhas

291 402 votantes (64,5%) no Continente e Ilhas

Regeneradores e avilistas

Vitória dos regeneradores aliados a avilistas e constituintes. 78 deputados regeneradores e avilistas, no continente e ilhas.

Históricos e reformistas

Oposição conjunta de históricos e reformistas apenas elege, no continente e ilhas, 16 deputados (8 históricos e 8 reformistas)

Constituintes

6 deputados constituintes. Eleitos pelos círculos de Braga, Aveiro, Coimbra, Guarda e Castelo Branco (2). A influência na Beira Interior deveu-se à facção de Manuel Vaz Preto.

Os históricos são eleitos pelo Porto (1), Aveiro (2), Lisboa (1), Santarém (1), Beja (1) e Faro (2).

Os reformistas, por Vila Real (1), Viseu (3), Guarda (1), Lisboa (1), Santarém (1) e Porto (1)

Lisboa

Em Lisboa (12 deputados) são eleitos 10 regeneradores e avilistas, 1 histórico e 1 reformista

Porto

No Porto (9 deputados) são eleitos 8 regeradores e avilistas e 1 histórico. O deputado reformista Francisco Pinto Bessa foi eleito nas listas governamentais.

Governos:

·Governo regenerador de Setembro de 1871 a Março de 1877, sob a presidência de Fontes. Rodrigues Sampaio no reino.

·Governo de Ávila desde Março de 1877 e até 29 de Janeiro de 1878, com o apoio dos progressistas e dos regeneradores. Presidente acumula o reino.

Movimento partidário:

José Fontana promove a fundação da Fraternidade Operária em 1872

Em 10 de Janeiro de 1875 era formado o Partido Socialista

Em 1876 estrutura-se um Centro Eleitoral Republicano Democrático

Pacto da Granja de 7 de Setembro de 1876 unifica nos progressitas, os históricos e os reformistas

República em Espanha em 12 de Fevereiro de 1873