|| Governos || Grupos || Eleições || Regimes || Anuário || Biografias ||

  Eleições de 1887

Eleições de 1887 (6 de Março)

31ª eleição geral

22ª eleição da 3ª vigência da Carta

19ª eleição da Regeneração

170 deputados

80 por círculos uninominais no continente

58 por círculos plurinominais no continente

14 por plurinominais nas ilhas

12 pelo Ultramar

6 por acumulação de votos

6 de Março de 1887

 

Vitória dos governamentais progressistas.

Progressistas

113 deputados

66 por uninominais no continente

39 por plurinominais no continente

8 por plurinominais nas ilhas

Regeneradores

36 deputados

13 por uninominais no continente

17 por plurinominais no continente

6 por plurinominais nas ilhas

Esquerda dinástica

8 deputados da esquerda dinástica

4 por uninominais no continente

4 por plurinominais no continente

Republicanos

2 deputados por Lisboa (José Elias e Zófimo Consiglieri Pedroso

Em 25 de Fevereiro de 1888, o republicano Teófilo Braga era eleito deputado, por vaga.

São apoiados por o Século em Lisboa e pela Folha Nova do Porto.

Lisboa

Em Lisboa, 14 progressistas (10 uninominais), .

1 regenerador (uninominal) e 2 republicanos (plurinominais)

Porto

No Porto, 13 progressistas (10 uninominais) e 3 regeneradores (2 uninominais)

Composição social:

39 funcionários públicos

34 proprietários

32 juristas (19 advogados, 10 juízes, 3 conservadores)

14 militares (10 oficiais do exército e 4 da armada)

14 engenheiros

10 médicos

9 lentes

7 professores

6 padres

4 negociantes

3 governadores civis

3 escritores

2 industriais

 

·Governo progressista de José Luciano entre 20 de Fevereiro de 1886 e 14 de Janeiro de 1890. O presidente acumula a pasta do reino.

Eleição dos 50 pares, os do galão branco, com vitória progressista, à excepção de Faro e Castelo Branco (30 de Março de 1887). Foram eleitos o 1º conde do restelo, João Inácio Holbeche, Joaquim José de Andrade Pinto, Frederico Ressano garcia, 1º conde de Campo Belo, José Pereira. José Maria Lobo de Ávila. José Frutuoso Aires Gouveia Osório, João Crisóstomo Melício, José Bandeira Coelho de Melo, Francisco de Almeida Cardoso de Albuquerque, Frederico Van Zeller. Domingos Pinheiro Borges, José Joaquim da Silva Amado, Manuel Pais Vilas Boas, Miguel Osório Cabral,, Jaime Constantino de Freitas Moniz, Tomás Nunes da Serra e Moura, Augusto José da Cunha, 2º conde de Carnide, António maria de Sena, Luís Frederico de Bivar Gomes da Costa, José Maria de Almeida Teixeira de Queirós, João Vasco Ferreira leão,

 

Em 16 de Setembro de 1887, eleições municipais em Lisboa com  vitória da lista monárquica de Fernando Palha e Rosa Araújo. Os republicanos com 43% dos votos expressos

Morte de D. Luís em 19 de Outubro de 1889

Em 1 de Agosto de 1887, anunciada a eleição de António Serpa. Surge imediatamente a Esquerda Dinástica de Barjona de Freitas

Congresso do Partido Republicano em Dezembro de 1887

© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 15-05-2007