Governo nº 117 o III Governo da AD, II Governo de Pinto Balsemão, VIII Governo Constitucional (4 de Setembro). São mobilizados os três chefes dos partidos da Aliança Democrática: para além de Balsemão (PSD), Freitas do Amaral (CDS), como vice-primeiro ministro e da defesa naciona, e Gonçalo Ribeiro Teles (PPM), como ministro de Estado e da qualidade de vida.

Outros ministros são, pelo PSD: João Salgueiroö (ministro de Estado e das finanças e plano), Fernando Amaral (ministro adjunto do primeiro-ministro), Marcelo Rebelo de Sousa (assuntos parlamentares, desde 16 de Junho), Ângelo Correia (administração interna), Menères Pimentel (justiça e reforma administrativa), André Gonçalves Pereira (estrangeiros, até 9 de Junho, quando lhe sucede Vasco Futcher Pereira), Meneres Pimentel, Fraústo da Silva, Queirós Martins (trabalho, substituído por Luís Morales em 12 de Junho), Vítor Crespo (substituído por Fraústo da Silva em 12 de Junho) e Viana Baptista (habitação, obras públicas e transportes).

Pelo CDS: Luís Barbosa (assuntos sociais), Basílio Horta (agricultura e pescas), Bayão Horta (indústria, energia e exportação), Francisco Lucas Pires (cultura e coordenação científica).

  Governo anterior

Governo posterior  

  Arquivo histórico do Portal do Governo

Projecto CRiPE- Centro de Estudos em Relações Internacionais, Ciência Política e Estratégia. © José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 31-03-2009