1842

Maçonaria irlandesa

●Em 19 de Setembro de 1837 é criada uma loja maçónica do Rito Escocês Antigo e Aceite, Regeneração nº 338, sem obediência aos Grandes Orientes Nacionais e directamente dependente de Dublin, protestando contra a politização das maçonarias.

●A liderança cabe a um comerciante natural de Gibraltar, D. João Coelho, e ao seu irmão, D. Miguel João Coelho.

●Nela se destaca Frederico Guilherme da Silva Pereira, irmão do então Visconde das Antas.

●Desdobrando-se, esta loja vai dar origem à Grande Loja Provincial, criada em 1842, tendo como grão-mestre o padre Marcos Pinto Soares Vaz Preto.

Grande Loja Provincial

●A partir da loja Regeneração nº 338, desdoborada em quatro lojas, institui-se em 1842 Loja Provincial do Rito Escocês Antigo e Aceite, ligada a Dublin, elegendo-se, em 1843 e até à sua morte em 1851, como grão-mestre o padre Marcos Pinto Soares Vaz Preto, arcebispo de Lacedemónia desde 1835, confessor de D. Pedro IV e de D. Maria II, acompanhado por António Feliciano de Castilho, pelos seus irmãos Alexandre e Augusto, e por Mendes Leal, entre outros. Também em 1843, Miguel António Dias publica História da Franc-Maçonaria ou dos Pedreiros-Livres.

Maçonaria escocesa

●Na loja Fortaleza do Grande Oriente Lusitano, sob a liderança de José da Silva Carvalho, com o apoio de Rodrigo da Fonseca, dá-se a segunda instalação do Rito Escocês Antigo e Aceite, em 24 de Junho, depois do mesmo ter sido adoptado em Setembro de 1837 pela loja Regeneração nº 338.

●Várias lojas começam então a aceitar este modelo irlandês que e, 27 de Dezembro de 1841 constituem o Supremo Conselho em Portugal.

●Em 27 de Dezembro de 1841, formaliza-se o processo de instauração da chamada maçonaria escocesa, com o Supremo Conselho do Grau 33, em directa ligação ao Supremo Conselho do Brasil, e diversa da maçonaria irlandesa do Padre Marcos, que se vai formalizar como Grande Loja em 1842, depois da respectiva introdução em Portugal em 1837.

●O novo Oriente que, apesar de se ter dado a morte de Silva Carvalho em 1856, e a de Rodrigo da Fonseca, dois anos depois, vai acentuar os aspectos simbólicos do ritual e ter importante acção de beneficência, criando, em 1844, o Sinédrio Geral de Beneficência, tal como o Almanak do Rito Escocez Antigo e Aceite. Será apenas extinto em 1885.

Novíssima Maçonaria Lusitana

●Efémera dissidência da maçonaria irlandesa, surgida em 24 de Agosto de 1848. Dura apenas um ano.

Maçonaria escocesa

●O Supremo Conselho do Grau 33, liderado por José da Silva Carvalho, assessorado por Soares Franco e Sá Vargas.

●Na obediência, integra-se a loja Segredo, onde participam Rodrigo da Fonseca e Fontes Pereira de Melo.

Maçonaria irlandesa

●Em 1860, António Gregório de Freitas, do rito irlandês, considera que os valores maçónicos, na actividade política se traduzem, na luta contra os miguelistas, o restabelecimento dos frades e dos jesuítas, bem como os que pretendem entregar Portugal à Espanha por meio da União Ibérica.

Projecto CRiPE- Centro de Estudos em Relações Internacionais, Ciência Política e Estratégia. © José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 03-05-2007