Tradição e Revolução, vol. I

 

÷ Da esquerda

 Para a direita ø

Republicanos

Três deputados pelo Porto, Afonso Costa, Paulo Falcão (filho de José Falcão) e Francisco Xavier Esteves, os chamados deputados da peste.

Têm o apoio dos progressistas e dos socialistas. Eleição anulada e repetida com o mesmo resultado em Fevereiro de 1900.

Instituem em 1900 uma Junta Liberal Republicana, anticlerical.

 

Progressistas

Assumindo-se como governamentais, vencem as eleições de 26 de Novembro de 1899.

José Luciano, apoiado por António Cabral, ainda consegue mobilizar José Maria de Alpoim, o antigo adepto de Mariano de Carvalho, que então se assumia como uma espécie de delfim do líder progressista.

Há forte oposição na imprensa, de Mariano de Carvalho a Henrique Burnay.

Regeneradores

Em Março de 1899, com a morte de António Serpa, passam a ser formalmente chefiados por Hintze. Ainda integram João Franco.

Outras estrelas são Abel de Andrade e João Arroio. Voltam ao governo em 26 de Junho de 1900.

 

 

Projecto CRiPE- Centro de Estudos em Relações Internacionais, Ciência Política e Estratégia. © José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 03-05-2007