÷ Da esquerda

 Para a direita ø

Bloco Liberal

Apoia o governo de Teixeira de Sousa. 89 deputados. 58%.

No grupo de esquerda ou bloco liberal, estão os dissidentes progressistas de José de Alpoim, ditos os buicidentes, os franquistas de Melo e Sousa e Malheiro Reimão, e os católicos de cariz franciscano, contrários ao partido nacionalista, influenciado pelos jesuítas, com Quirino de Jesus e Abúndio da Silva, defensores da democracia cristã.

Regeneradores sousistas

30 deputados

Dissidentes progressistas

Já ditos pelos adversários como os buicidentes, quando os implicam no regicídio.

Franquistas dissidentes

Linha de Malheiro Reimão e Melo e Sousa, apoiantes de António Teixeira de Sousa

Católicos de inspiração franciscana

Ditos da democracia-cristã, com Quirino de Jesus e Abúndio da Silva

Republicanos

Mesmo entre os republicanos, há uma esquerda, com Afonso Costa, que lê o jornal O Mundo, e uma direita, com Brito Camacho, que tanto lê A Lucta, como O Povo de Aveiro, de Francisco Homem Christo.

 

Bloco Conservador

Opõe-se ao governo de António Teixeira de Sousa. Segundo este, são 41 deputados. 33%.

Na direita, então dita bloco conservador, alinham os progressistas de José Luciano, em torno do Correio da Noite, os regeneradores de Campos Henriques, os franquistas de Vasconcelos Porto, com o Correio da Manhã, e os nacionalistas de Jacinto Cândido, em torno de Liberdade, apoiado em Castelo Branco por Tavares Proença, bem como dos jornais Palavra, dirigido por Francisco Gonçalves Cortez, e de Portugal, dirigido pelos jesuítas do padre Matos.

Progressistas lucianistas

23 deputados. Têm o apoio do jornal Correio da Noite. Dois deputados progressistas de Beja não integram o bloco conservador.

Regeneradores henriquistas

8 deputados apoiantes de Campos Henriques

Franquistas

Liderados por Vasconcelos Porto, com o apoio do jornal Correio da Manhã

Nacionalistas

3 deputados. Liderados por Jacinto Cândido, com o apoio do jornal Liberdade

 

Projecto CRiPE- Centro de Estudos em Relações Internacionais, Ciência Política e Estratégia. © José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 03-05-2007