÷ Da esquerda

 Para a direita ø

Nacionalistas

●36 deputados ( 23%) e 8 senadores.

●No Congresso do Partido Nacionalista, de 7 e 8 de Março de 1925, dá-se uma integração dos derradeiros sidonistas que permaneciam independentes. Ataques a Teixeira Gomes e ao governo (dias).

●Domina a facção de Tamagnini Barbosa e de Pedro Pita, apoiada por Filomeno da Câmara que pretende manter íntegro o anterior directório do partido, no congresso marcado para 6 de Março de 1926, no ginásio do Liceu Camões.

Democráticos

●83 deputados (53%) e 39 senadores.

Esquerda Democrática

●6 deputados e 1 senador. Constituídos em 18 de Julho de 1925, começam por mobilizar 20 deputados, do hemiciclo eleito em 1922.

Seareiros

●Em Novembro de 1925, a revista Seara Nova defende a criação de um cartel das esquerdas, com os grupos de José Domingues dos Santos, os radicais e os socialistas.

Socialistas

●2 deputados.

Comunistas

●Carlos Rates parte para Moscovo no Verão de 1924.

●Em 1924, militantes do PCP; de acordo com as orientações do Komintern, formam uma secção portuguesa da Internacional Sindical Vermelha que editam A Internacional, com o comunista Fernando Mota aliado ao socialista Amâncio Alpoim e ao anarquista Campos Lima.

●Carlos Rates abandona o PCP em 1925, aceitando um emprego no jornal O Século. Em Fevereiro desse ano edita A Rússia dos Sovietes, relatando viagem que o levou a essas paragens no Verão de 1924. Depois do 28 de Maio adere à União Nacional e passa a colaborar no jornal Diário da Manhã.

●No dia 1 de Maio de 1926, há pancadaria nas comemorações do Dia do Trabalhador, com comunistas a enfrentarem os anarco-sindicalistas.

●No dia 28 de Maio os comunistas estão reunidos na Rua António Maria Cardoso, realizando o seu II Congresso.

 

União Liberal Republicana

●Cisão dos nacionalistas nascida em Março de 1926, com a liderança de Francisco da Cunha Leal.

●O grupo é integrado por Vasconcelos e Sá, Mendes Cabeçadas, Vicente Ferreira, Bissaia Barreto, Carlos Pereira, Artur Brandão e João Henriques Pinheiro.

●Vários sidonistas vão aderir ao novo agrupamento, como Teófilo Duarte, Eurico Cameira, Jorge Botelho Moniz (1898-1961) e António Bernardino Ferreira.

●Outro dos imediatos aderentes é Alberto da Cunha Rocha Saraiva.

●Mesmo António José de Almeida terá incitado os antigos evolucionistas a aderirem a Cunha Leal.

Católicos

●4 deputados e 1 senador.

Monárquicos

●7 deputados e 5 senadores.

Ordem Nova

●Revista criada em Março de 1926 e com doze números até Fevereiro de 1927, com Marcello Caetano, Pedro Teotónio Pereira, Manuel Múrias (1900-1960) e Nuno Montemor.

União dos Interesses Económicos

●6 deputados e 3 senadores.

Independentes

●19 deputados e 8 senadores.

 

Projecto CRiPE- Centro de Estudos em Relações Internacionais, Ciência Política e Estratégia. © José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 03-05-2007