|| Governos || Grupos || Eleições || Regimes || Anuário || Biografias ||

  Liga de Defesa da República (1928)


A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

 

A chamada Liga de Paris. Criada por Afonso Costa e Bernardino Machado no exílio da capital francesa. Procura insurgir-se contra a pretensão do governo da Ditadura no sentido da obtenção de um grande empréstimo internacional, quando era ministro das finanças Sinel de Cordes.


 

Oposição no exílio – Em Paris, no ano de 1929, Afonso Costa, Bernardino Machado e Jaime de Morais emitem um manifesto para a obtenção de um empréstimo nacional destinado a restaurar a república parlamentar.

Reunião da oposição em França: em Byris (Sul de França), na casa de Bernardino Machado (dias 22 e 23 de Novembro de 1931). Participam Afonso Costa, José Domingues dos Santos, João Pina de Morais (vindos de Paris), Cunha Leal (de Biarritz), Jaime de Morais e Jaime Cortesão (vindos de Madrid). Procura-se uma ligação entre a Aliança Republicano-Socialista e a Liga de Defesa da República e decide-se uma dupla forma organizacional, com um organismo vivendo em Portugal, à luz do dia e tentando a luta legal, e outro, no estrangeiro, cujo objectivo é essencialmente a revolução. Há uma saudação às vítimas da ditadura, muito especialmente aos deportados em Cabo Verde, cerca de três centenas, e de Timor, cerca de quinhentos

Projecto CRiPE- Centro de Estudos em Relações Internacionais, Ciência Política e Estratégia. © José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 03-05-2007