|| Governos || Grupos || Eleições || Regimes || Anuário || Biografias ||

  MAN (1986)


A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z
MAN - Movimento de Acção Nacional (1986)

Fundado em 1986 e extinto em 1992, o Movimento da Acção Nacional foi talvez o mais mediático dos grupos skinhead que se fomaram em Portugal.
Na sua postura, ideologia, tipo de actividade e iconografia (incluíndo símbolo e bandeira), esta organização marcou uma ruptura com a tradição da extrema-direita pós 25 de Abril em Portugal, decalcando os modelos, atitudes e motivações de agrupamentos semelhantes um pouco por toda a Europa.
Com uma capacidade de actuação extremamente circunscrita, que, por norma, não extravasa a episódica práctica de desacatos contra minorias étnicas ou a agitação panfletária via Internet, estes grupos quase desapareceram após a derrocada da organização.
 

●Grupo de extrema-direita com ligação aos skinheads, surgido em 1986 e declarado como extinto pelo Tribunal Constitucional em 1992. Tem como principal dirigente Luís Paulo Henriques, invocando o racialismo.

Projecto CRiPE- Centro de Estudos em Relações Internacionais, Ciência Política e Estratégia. © José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 03-05-2007