Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

Carvalho, José da Silva (1782-1856). Filho de camponeses, sem largos recurso, forma-se em direito em 1805. Depois de uma carreira de magistrado, torna-se membro do Sinédrio, por amizade e fraternidade maçónica, com Manuel Fernandes Tomás. Ministro da justiça de 7 de Setembro de 1821 a 28 de Maio de 1822. Grão-mestre do Grande Oriente Lusitano de 1822 a 1839. Ministro da fazenda da regência desde 13 de Dezembro de 1832, substituindo Mouzinho da Silveira. Acumula a marinha de 26 de Março a 26 de Abril de 1833. Acumula a justiça de 31 de Abril de 1833 a 23 de Abril de 1834. Será membro do partido de D. Pedro IV e ministro da fazenda 1834-1835. Ministro da fazenda no governo de Palmela entre 24 de Setembro de 1834 e 27 de Maio de 1835. Regressa à pasta da fazenda, no governo de Saldanha, de 15 de Junho a 18 de Novembro de 1835, substituindo Francisco António de Campos. Ministro da fazenda no governo de Terceira, de 20 de Abril a 10 de Setembro de 1836. Acusado de alta-traição em Novembro de 1836, na sequência da belenzada. Membro da Associação Eleitoral do Centro que concorreu às eleições de 1838. Recusou sempre assumir um título de nobreza e destacou-se como o primeiro presidente do Supremo Tribunal de Justiça. Ver António Viana, José da Silva Carvalho e o seu tempo, 23 vols., Lisboa, 1891-1894.

 




© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Última revisão em: 09-03-2007