© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

790-799: Normandos na Grã-Bretanha. Imperatriz Irene e o culto das imagens

 

 

790-799   800-809

 

Séculos I a V  Linha do Tempo   Século XI

  Carlos Magno, rei dos francos (768-814) 

Revolta das tropas Bizantinas contra a regente Irene, que é afastada (790). Constantino VI regressa à guerra contra os Árabes (791-795). É derrotado pelos Búlgaros (792) e assiste a uma revolta militar na Arménia (792).

Primeiras incursões normandas na Grã Bretanha (793). Os homens do Norte, nortmanni que, a si mesmos, se qualificavam como vikings, ou guerreiros do mar.

Revolta no Egipto contra os Abássidas, por motivos fiscais (794).

Os japoneses transferem a capital para Quioto (795).

Noruegueses na Irlanda (795).

Normandos nas costas da Gália (796). O primeiro ataque é em 799.

Carlos Magno domina os Ávares (796).

Constantino VI vence os Búlgaros (796).

Derrubado o imperador Constantino VI. A mãe, a imperatriz Irene, manda cegar o próprio filho (15 de Agosto de 797).

Imperatriz Irene do Oriente (797-802). Restaura temporariamente o uso das imagens. Admite pagar um tributo aos Árabes (798).

Aliança entre chineses e muçulmanos contra os Tibetanos (798). 
A partir de Afonso II, el Casto, (791-842)* a capital do reino da reconquista passa para Oviedo, que será dita a cidade dos bispos. A reconquista atinge o Douro.

Nova penetração dos Francos em Espanha, com a conquista de Huesca (795).

3º Emir omíada de Córdova al-Hakam I ou Hakem I, ou Aláqueme I (796-822) que reorganiza o exército (797).

Expedição de Afonso II até Lisboa (798). 
Papa S. Leão III (795-816).
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009