© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1135: Guerra civil em Inglaterra

 

 

 

1131 1132 1133 1134 1135   1136 1137 1138 1139

 

Século XI Linha do Tempo    Século XIII

  Afonso VII, rei de Leão e Castela (1126-1157)

Luís VI, rei de França (1108-1137)

Henrique I, Beauclerc, rei inglês (1100-1135)

 
Papa Inocêncio II (1130-1143)

Imperador Lotário III de Supplimburg (1125-1137). Rei dos Romanos desde 1133.

Morte de Henrique I, rei de Inglaterra.

 

Guerra civil em Inglaterra. Stephen, Estêvão ou Étienne de Blois*, rei de Inglaterra (22 de Dezembro de 1135, até 1154), usurpando o trono de Matilde, filha de Henrique I e casada com o imperador Henrique V, morto em 1125, num casamento sem filhos.

Estêvão era sobrinho do falecido rei Henrique I (1100-1135) e neto de Guilherme I, o Conquistador (1066-1087).

Os clérigos ingleses aproveitam-se da anarquia e tentam reforçar os respectivos poderes.

 

Luís VI, le Gros  rei de França (1108-1137)

Luís VI de França completa a pacificação do chamado domaine royal.

Rogério II conquista Djerba, na Tunísia.

Imperador Lotário III reconhece a integração da Pomerânia Ocidental no reino da Polónia de Boleslau III.

João Comneno conquista Catamuni. 
Afonso I de Aragão morre na batalha de Fraga contra os Almorávidas. Afonso VII apodera-se do reino.

Afonso VII coroa-se Imperador de toda a Espanha na festa do Pentescostes. Desde Afonso III que os reis da Reconquista usavam o título de imperator, enquanto o bispo de Santiago de Compostela se intitulava pontifex.

Cortes de Leão. Presentes todos os reis e príncipes da Península, incluindo Zafadola, rei mouro de Saragoça, aliado de Afonso VII. D. Afonso Henriques não comparece.

Construção do Castelo de Leiria, numa região despovoada.

Nova invasão da Galiza por D.  Afonso Henriques que também não comparece em Leão à coroação de Afonso VII.

D. Afonso Henriques  manda erguer na Galiza o castelo de Celmes, em terras do condado de Límia. Será imediatamente tomado por Afonso VII.

Morte de Ermígio Moniz, irmão de Egas Moniz. Fim da concentração dos cargos nas trinta grandes famílias portucalenses.

 

União de Aragão com a Catalunha (1135). Uma dinastia catalã, até 1410. Passa a incluir o condado de Barcelona, alargando-se ao Rossilhão (1172), às Baleares (1229/1231), ao reino de Valência (1238), à Sicília (1282) e à Sardenha (1325); chegou mesmo a ocupar o ducado de Atenas, entre 1311 e 1356; com a dinastia castelhana, a partir de 1410, Aragão retira o reino de Nápoles à casa de Anjou (1442) 

Maimónides (1135-1204)ö1158.

Cardeal Guido de Vico relaciona-se com D. João Peculiar, por causa da convocatória do bispo para o II Concílio de Latrão. Entra também em relação com D. Telo, fundador do mosteiro de Santa Cruz de Coimbra.  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009