© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1337: Começa a Guerra dos Cem Anos

 

 

1328  1329 1330 1331 1332 1333 1334 1335 1336 1337  1338 1339 1340

 

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV
Começa a Guerra dos Cem Anos (1337-1453).

 

Filipe VI (Valois), rei de França (1328-1350)

 

Eduardo III, rei de Inglaterra  (1327-1377)

 

Pedro II, O Cerimonioso, (1336-1342), rei de Aragão e da Sicília.

 

Orkhan I, sultão otomano (1326-1359)

 

 
Papa Bento XII (1334-1342) 

Luís da Baviera, imperador alemão (1314-1347).

João do Luxemburgo, rei da Boémia (1310-1346)

Carlos I Roberto,  de Anjou, rei da Hungria (1308-1342)

Casimiro III, o Grande, rei da Polónia (1333-1370)

Andrónico III Paleologo, imperador do Oriente (1328-1341)

Grão-príncipe de Moscovo Ivan I Kalita (1325-1341)

O rei inglês Eduardo III reclama o título de rei de França; de um lado, a França, apoiada pelo papa de Avinhão, a Escócia, a Boémia e Castela; do outro, a Inglaterra com a Flandres, os principados alemães e a Borgonha.

Eduardo III alia-se aos príncipes flamengos e entra em ruptura dom Filipe VI.

Eduardo, o Black Prince é feito Duque da Cornualha (16 de Março).

Luís da Baviera alia-se a Eduardo III contra Filipe VI.

 

 

 


 

Guerra dos Cem Anos (1337-1453) Em 1337 o rei inglês Eduardo III reclama o título de rei de França; de um lado, a França, apoiada pelo papa de Avinhão, a Escócia, a Boémia e Castela; do outro, a Inglaterra com a Flandres, os principados alemães e a Borgonha.

Em 1346 os ingleses apoderam-se de Calais e conseguem sucessivas vitórias, principalmente em Poitiers (1356),  onde fica preso o rei João o Bom; pelo tratado de Brétigny, a França é obrigada a ceder à Inglaterra a Aquitânia, que então representa cerca de um terço do reino.

A guerra tem uma série de conflitos e de tréguas, sendo particualrmente quente em 1337-1340 (as primeiras campanhas); 1346-1347 (Crécy e Calais); 1355-1361 (Poitiers); 1369-1375; 1410-1420 (Armagnac e Borguinhões, bem como Azincourt); 1435-1440; e 1447-1450 (reconquista do reino de França).
 

 

 Reinado de D. Afonso IV

Guerra com Castela. Afonso XI ataca o Alentejo.

D. Fernando de Castro desce pelo Minho até Braga.

Esquadra de Manuel Pessanha ataca as costas da Galiza. Derrota de galeões portugueses diante do Cabo de S. Vicente (21 de Julho). Vencem os catelhanos, comandados por Afonso Jofre Tenório. Manuel Pessanha e o filho, Carlos Pessanha, ficam detidos em Jerez, até 1339.

Sismo em Lisboa na noite de Natal. 
Nasce S. Catarina de Sena  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009