© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1329: Papa condena Eckart

 

 

1318 1319 1320 1321 1322  1323  1324  1325  1326  1327  1328  1329  1330

 

 

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV
 

Filipe VI (Valois), rei de França (1328-1350)

 

Eduardo III (1327-77)

 

David II Bruce, rei da Escócia (1329-1371)

 

Afonso IV de Aragão (1327-1336).

 

Orkhan I, sultão otomano (1326-1359) 

Stefan Uros III Decansk, rei dos sérvios (1321-1331)

Papa João XXII em Avinhão (1316-1334)

Luís da Baviera, imperador alemão (1314-1347).

João do Luxemburgo, rei da Boémia (1310-1346)

Carlos I Roberto,  de Anjou, rei da Hungria (1308-1342)

Frederico II (1296-1336), rei de Aragão e da Sicília

Ladislau I, o Breve, rei da Polónia (1306-1333)

Andrónico III Paleologo, imperador do Oriente (1328-1341)

Grão-príncipe de Moscovo Ivan I Kalita (1325-1341)

 

Eduardo III de Inglaterra presta menagem a Filipe VI por ser senhor da Aquitânia*.

 

David II, Bruce, rei da Escócia (7 de Junho). Até 1371. Filho único de Robert I, Bruce.

  

 

 Reinado de D. Afonso IV

Morte de Afonso Sanches.

Liga entre D. Afonso IV e os reis de Castela e Aragão, para auxílio mútuo contra os Mouros (5 de Fevereiro)

 

 

John Wyclif (1329-1384) 

O papa João XXII condena 26 proposições das obras de Eckart*. Excomunga o antipapa Nicolau V (Abril).

 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009