© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1318: Guerra da Carélia

 

 

1308 1309 1310 1311 1312 1313 1314 1315 1316 1317 1318  1319 1320

 

  Século XIII  Linha do Tempo    Século XV

  Filipe V, rei de França (1316-1322)

 

Eduardo II rei de Inglaterra (1307-1327)

 

Osman I, sultão dos turcos (1299-1326) 

 

Papa João XXII em Avinhão (1316-1334)

Luís da Baviera, imperador alemão (1314-1347).

Frederico o Belo, Habsburgo, filho de Alberto I, rei alemão.

João do Luxemburgo, rei da Boémia (1310-1346)

Carlos I Roberto,  de Anjou, rei da Hungria (1308-1342)

Frederico II (1296-1336), rei de Aragão e da Sicília

Ladislau I, o Breve, rei da Polónia (1306-1333)

Revolta e capitulação de Tomás de Lencastre. Surge o Parlamento de York.

Hughes Despenser torna-se o favorito de Eduardo II.

Batalhas de  Berwick-upon-Tweed (escoceses contra ingleses, 1 de Abril) e de  Dysert O'Dea (11 de Maio), com os irlandeses a vencerem os Normandos.

Guerra dos suecos contra os russos (até 1323), a chamada guerra da Carélia. 

Daigo II ou Go-Daigo Tenno, imperador (1318-1339).

 

 Reinado de D. Dinis

Enviada embaixada ao Papa. Visa-se negociar a restauração da província portuguesa da Ordem de Santiago, sob jurisdição espiritual do abade de Alcobaça, e a criação da Ordem de Cristo, com os bens dos Templários.

Bispos do Porto e de Lisboa exilam-se em Avinhão.  
 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009