© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1412: Visconti e o Milanês

 

 

Filippo Maria Visconti

 

 

1408 1409 1410 1411 1412   1413 1414 1415 1416 1417 1418 1419 1420

 

  

Século XIV  Linha do Tempo    Século XVI

  Carlos VI, le Fou, rei de França (1380-1422)

Henrique IV, rei de Inglaterra (1399-1413)

Eurico XIII da Pomerânia, VII da Dinamarca, tendo como regente a rianha Margarida (1397-1412)

Segismundo I Luxemburgo (1410-1437)

Stefan Lazarevic (1389-1427) da Sérvia
Papa Gregório XII  (1406-1415)

Antipapa João XXIII (1410-1415)

Filippo Maria Visconti, duque de Milão (1412-1447)

Luís I ou Ladislau, rei de Nápoles (1386-1414)

Manuel II, Paleológo, imperador do Oriente (1391-1425).

Filippo Maria Visconti, duque de Milão*. Reconstituído o Estado Milanês e lutas com Veneza, Florença e Sabóia. Até 1447.

Tratado de Lubovia entre Jagelão e Segismundo.

Armagnacs vendem a Guiena aos ingleses.

 

Fernando de Trastâmara, el de Antequera, rei de Aragão e da Sicília, pelo Compromisso de Caspe*, promovido por S. Vicente de Ferrer.

O novo rei assume-se como Fernando I, de cognome O Justo (1412-1416). Filho de João I de Castela e  neto de Pedro IV de Aragão.

Retira o apoio de Aragão ao antipapa Bento XIII.

Eurico da Pomerânia assume a maioridade (1412-1439).

 
Reinado de D. João I

Cortes de Lisboa (Maio).

D. Duarte é associado ao governo régio. 
Ladislau de Nápoles depõe Gregório XII e faz a paz com João XXIII.

Jan Hus, excomungado por Roma, é obrigado a abandonar Praga.

 

Joana d’Arc (1412-1431).  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009