© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1516: Joana a Louca

 

 

1510 1511 1512 1513 1514 1515 1516   1517 1518 1519 1520

Século XV Linha do Tempo Século XVII

 

1494-1559 Guerras entre os Valois e os Habsburgos

Francisco I, Valois, rei de França (1515-1547)

 

Henrique VIII, Tudor, rei de Inglaterra (1509-1547)

 

Fernando V de Castela (II de Aragão) (regente em nome da filha: 1504-1505; em nome do neto Carlos: 1506-1516)

 

Carlos I de Espanha, imperador do Sacro Império (como Carlos V); rei de Aragão a partir de 1516; regente de Castela em nome da mãe entre 1516 e 1555 e rei de jure entre 1555 e 1556; unifica as duas coroas e torna-se o primeiro rei de Espanha (1555-1556)

 

Segismundo ou Zygmunt I, o Velho, Jagelão, rei da Polónia (1506-1548)

 

 

Selim I (1512-1520)

 

Vassili III (1479-1533) príncipe de Moscovo.

 
Papa Leão X (1513-1521)

Maximiliano I Habsburgo (1486-1519)

Luís II, Habsburgo, rei da Hungria e da Boémia (1516-1526).

Fernando III (1504-1516), Rei das Duas Sicílias.

Morte de Fernando de Aragão (25 de Janeiro).

Joana* torna-se rainha de Aragão, mas o governo e a administração geral do reino são confiados ao filho, como Carlos I (Março). Poucos meses depois, já assina com o título de rei, numa decisão ratificada pelas Cortes.

Carlos V sucede ao avô Fernando de Aragão e funda o reino de Espanha. Regência do cardeal Cisneros (1516-1517).

 

Turcos otomanos, sob o comando de Selim I, conquistam a Síria e o Norte da Mesopotâmia (Julho).

Tudo se confirma depois da vitória dos otomanos sobre os mamelucos na batalha de Yaunis Khan (28 de Outubro).

Luís II, Habsburgo, rei da Hungria e da Boémia (1516-1526). Casado com Maria de Espanha. Filho de Vladislav II, Habsburgo, rei da Hungria e da Boémia. A irmã Ana, casará com o futuro Imperador Fernando I.

 

Tratado de Noyon entre os reis de França e de Espanha (13 de Agosto). Para o primeiro, fica Milão. Para a Espanha, Nápoles.

 

Paz perpétua de França com os cantões suíços pelo Tratado de Friburgo (29 de Novembro).

 

Fim das guerras de Itália. A paz entre a França e o Imperador, conseguida pelo tratado de Bruxelas de 4 de Dezembro, será respeitada até à Revolução Francesa.

Vassili III (1479-1533) príncipe de Moscovo.

Solis descobre o Rio da Prata.

 

Espanha O nome da encruzilhada é Carlos V, neto e imediato sucessor do reis Católicos, que concretiza a entidade espanhola a partir de 1516.

 

Nesta data, morreu o seu avô, Fernando II, de Aragão, sucedendo-lhe no trono. Já em Castela, a formal rainha era a mãe de Carlos V, Joana a Louca, desde 1504, após o falecimento de Isabel a Católica. Mas Joana renunciara a favor do filho, vindo apenas a falecer em 1555.

 
 Reinado de D.Manuel

Ocupação de Agadir.

Começa o reinado de Afonso I do Congo (Nzinga Mbemba). Até 1543.

 

D. Francisco de Almeida conquista Somala, Quíloa e Mombaça. Expedição a Madagascar.

Início da construção da Fortaleza de Chaul

 

Exploração de açúcar no Brasil

 

Regimento e ordenações da fazenda d’el-Rei.
Concordata de Bolonha entre o Papa Leão X e o rei Francisco I.  Permitida a autonomia da Igreja Galicana, isto é a nomeação de arcebispos, bispos e abades pelo rei, com a posterior investidura canónica pelo papa. Papa apenas dá investidura aos cargos eclesiásticos de nomeação régia. Abolida a Pragmática Sanção. Parlamento e Universidade de Paris protestam contra a concordata. Rei de França passa a deter a direcção efectiva da Igreja.

 

Trajano Boccalini (1516-1613)

 

erasmeduredet

Erasmo, Institutio Principis Christiani.

 

Thomas More, De optimo rei publicae statu deque nova insula Utopia

 

Garcia de Resende,  Cancioneiro Geral

 

Ariosto, Orlando Furioso.

 

Rafael: a Madonna na Capela Sistina.

 

Papa Leão X beatifica a rainha Isabel de Aragão (15 de Abril).

 

 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009