© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1519: Começa a circum-navegação e eleição de Carlos V

 

 

1510 1511 1512 1513 1514 1515 1516 1517 1518 1519   1520

Século XV Linha do Tempo Século XVII

1494-1559 Guerras entre os Valois e os Habsburgos

 

Francisco I, Valois, rei de França (1515-1547)

Henrique VIII, Tudor, rei de Inglaterra (1509-1547)

 

Carlos I de Espanha, imperador do Sacro Império (como Carlos V); rei de Aragão a partir de 1516; regente de Castela em nome da mãe entre 1516 e 1555 e rei de jure entre 1555 e 1556; unifica as duas coroas e torna-se o primeiro rei de Espanha (1555-1556).

 

Segismundo ou Zygmunt I, o Velho, Jagelão, rei da Polónia (1506-1548)

 

 

Selim I (1512-1520)

Papa Leão X (1513-1521)

 

Maximiliano I Habsburgo (1486-1519)

 

Carlos V Habsburgo (1519-1530). Abdica em 1556 mas, não formalmente,  até 1558.

 

 

Morre o imperador Maximiliano (12 de Janeiro). Sucede-lhe, em 28 de Janeiro, o neto, Carlos I, rei de Espanha (1519-1556), que se assume como o Imperador Carlos V. O rei de França, Francisco ainda tentou apresentar a sua candidatura. Carlos é eleito imperador (6 de Julho)

Zuínglio pregador em Zurique.

Melanchton, professor em Wittenberg. Lutero disputa com Johann Eck.

Hernán Cortès* chega ao México (4 de Março), começando a respectiva conquista (1519-1521). Entra na capital asteca de Tenochtilan, sendo recebido como deus pelo imperador Montezuma (8 de Novembro). Fundada a cidade do Panamá (15 de Agosto).

 

 

 

Carlos V, em 28 de Junho de 1519, é eleito imperador, assumindo-se como Carolus semper Augustus orbis dominus. O seu chanceler, Marcurino Gattinara, não se rogou em proclamar: já que Deus vos concedeu a graça imensa de ser elevado acima de todos os reis e príncipes da cristandade, a uma autoridade e dominação de que, até agora, só o vosso antecessor Carlos magno teve um antegozo, estais em caminho para a monarquia mundial, para a reunião da cristandade sob um pastor 
Reinado de D.Manuel

Fernão de Magalhães inicia a sua viagem de circum-navegação em 20 de Setembro. Vai durar até 1522.  No vale clareia uma fogueira. / Uma dança sacode a terra inteira. / E sombras desformes e descompostas / Em clarões negros do vale vão / Subitamente pelas encostas, / Indo perder-se na escuridão. / De quem é a dança que a noite aterra? / São os Titãs, os filhos da Terra, / Que dançam na morte do marinheiro / Que quis cingir o materno vulto / - Cingi-lo, dos homens, o primeiro -, / Na praia ao longe por fim sepulto. / Dançam, nem sabem que a alma ousada / Do morto ainda comanda a armada, / Pulso sem corpo ao leme a guiar / As naus no resto do fim do espaço: / Que até ausente soube cercar / A terra inteira com o seu abraço. / Violou a Terra. Mas eles não / O sabem, e dançam na solidão; / E sombras desformes e descompostas, / Indo perder-se nos horizontes, / Galgam do vale pelas encostas / Dos mudos montes. (Fernando Pessoa).

D. Manuel casa com Leonor de Habsburgo, irmã de Carlos V.

Tratado de confederação e aliança entre D. Manuel I, Dona Joana de Castela e Carlos V, seu filho. (2 de Janeiro)

Por Carta Régia de 22 de Setembro de 1519, os procuradores dos mesteres passam a ter direito a uma remuneração. O Juiz do Povo de Lisboa assume o papel de chefe do Terceiro Estado e, como tal, é reconhecido no cerimonial, quando lhe é dado o direito de falar directamente ao Rei nas audiências de sábado; quando nas Cortes fica ao lado dos oficiais da casa do Real ou quando na capela real tem também o direito de assistir à missa em lugar de destaque.

Alterada a legislação sobre a cobrança de sisas.

 

 

Duarte Pacheco Pereira é nomeado capitão e governador de S. Jorge da Mina. Aí reside até aos começos do verão de 1522, quando é obrigado a regressar ao reino, sendo preso, apenas sendo libertado no reinado de D. João III.

 

 

 

Theodore de Bèze (1519-1605)ö1519.

Morte de Leonardo da Vinci (2 de Maio).

 

Cosme de Medici (1519-1574).

 

Claude Seyssell, La Grand’Monarchie de France 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009