© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1621: Filipe IV de Espanha

 

 

1620 1621   1622 1623 1624 1625 1626 1627 1628 1629

  

Século XVI Linha do Tempo Século XVIII

 

 Luís XIII, rei de França

 

Jaime Stuart, como Jaime I, rei de Inglaterra (1603-1625)

 

Imperador Fernando II (1619-1637)

 
 

Reconhecido o direito dos colonos norte-americanos à representação popular.

Lutas da coroa francesa contra os protestantes (1621-1622)

Dissolução da Liga Evangélica em Heilbronn (14 de Maio).

Termina a chamada Trégua dos Doze Anos. Volta a guerra entre espanhóis e holandeses (Agosto). 

Tratado de Madrid (25 de Abril).

Morte de Alberto de Áustria.

Guerra entre polacos e suecos. Gustavo-Adolfo conquista Riga.

Imperador Tianqi (1620-1627).

 

Espanha No reinado de Filipe IV (1621-1665) e do seu primeiro-ministro Conde Duque de Olivares, há uma série de revoltas secessionistas: na Biscaia em 1631-1632; a conspiração de Aragão, em 1648; a restauração da independência de Portugal, em 1640; a revolta da Catalunha, entre 1640 e 1652; a da Andaluzia, em 1641; a de Nápoles, em 1647; e a da Sicília em 1647 e 1674.

 

 Reinado de Filipe IV (III)

Morte de Filipe II de Portugal e III de Espanha (31 de Março). Filipe III de Portugal e IV de Espanha sobe ao trono(1621-1665)*. Cerimónia de levantamento na Sé de Lisboa no dia 18 de Abril.

Casado com Isabel, filha de Henrique IV de França. Tem apenas dezasseis anos quando sobe ao trono.

Neste reinado, com o primeiro-ministro Conde Duque de Olivares, há uma série de revoltas secessionistas: na Biscaia em 1631-1632; a conspiração de Aragão, em 1648; a restauração da independência de Portugal, em 1640; a revolta da Catalunha, entre 1640 e 1652; a da Andaluzia, em 1641; a de Nápoles, em 1647; e a da Sicília em 1647 e 1674.

Colégio da Companhia de Jesus em Santarém.

Motim em Barcelos, por causa das sisas.

Ingleses, aliados aos Persas, conquistam Ormuz

Novo ataque holandês a Macau. Fim da Trégua de Doze Anos.

Fome

A rainha Ginga vem em nome do irmão pedir a paz. É-lhe concedida, e a princesa baptiza-se, recebendo no baptismo o nome de D. Ana de Sousa.

Formado o Estado do Maranhão (13 de Junho). Colocado na directa dependência de Lisboa.

Começam as viagens dos bandeirantes no Brasil. 
Papa Gregório XV Alessandro Ludovis (1621-1623). Eleito em 9 de Fevereiro.

 

Jean de la Fontaine (1621-1695).

 

Luís II de Bourbon, 4º príncipe de Condé, le Grand Condé (1621-1686), antes duque de Enghien.

 

Fernando Alvia de Castro, Aphorismos e Exemplos Políticos e Militares. Sacados de la Primera Decada de Juan de Barros, Lisboa.

 

António de Vasconcelos edita em Antuérpia Anacephaleoses id est summa capita ceterum regum Lusitaniae, onde os portugueses são assumidos como os herdeiros dos Lusitanos.

Morte de Francisco Rodrigues Lobo. 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009