1950

Do projecto europeu à caça às bruxas

 

Cosmopolis

© José Adelino Maltez, História do Presente, 2006

  

Do projecto europeu à caça às bruxas – O ano tanto é marcado pelo Plano Schuman visando a instituição da CECA (9 de Maio) como pelo Plano Pleven sobre uma Comunidade Europeia de Defesa (24 de Outubro), depois de ser aprovado, no Conselho da Europa, um projecto de Churchill sobre a criação de um exército europeu (11 de Agosto), enquanto se lança uma União Europeia de Pagamentos (07 de Julho). Isto, quando é assinada a Convenção Europeia dos Direitos do Homem (04 de Novembro) e começa a intervenção de forças norte-americanas na Guerra da Coreia (25 de Junho). Nos Estados Unidos, surge o anticomunismo da caça às bruxas (Novembro), protagonizada pelo senador Joseph Raymond McCharty (1908-1957). Este, celebrizado por um discurso de Fevereiro de 1950, onde denuncia as inflitrações comunistas no Departamento de Estado, torna-se em1953 o líder do Government Operations Committe do Senado, onde explora a opinião pública, fomentando o anticomunismo, em sucessivas e mediáticas audições públicas de investigação. Com efeito, a política norte-americana tanto é marcada pela decisão de Truman em desenvolver o projecto de bomba de hidrogénio (30 de Janeiro), como pelo discurso de Mcharty em Wheeling (09 de Fevereiro), denunciando a existência de 57 comunistas no Departamento de Estado. Entra-se, efectivamente, na era da paranóia, tanto a Oeste como a Leste, com os norte-americanos a gastarem em defesa cerca de 20% do PNB em armamento e a estabelecerem um modelo de diplomacia total. George Marshall é nomeado secretário da defesa (12 de Setembro) e o Senado vota o International Security Act contra o comunismo (23 de Setembro). Enquanto isto, é criado o SHAPE (Supreme Headquarter Allied Powers in Europe), para o qual é nomeado Dwight Eisenhower (27 de Outubro), segundo o qual as forças do bem e do mal estão unidas, armadas e opostas como poucas vezes antes na história. A liberdade opõe-se à escravidão, a luz à escuridão. Em França, mantém-se o governo de Georges Bidault, mas do qual saem os socialistas (07 de Fevereiro), quebrando-se, por curto período o tripartisme, dado que logo surge o governo de René Pleven (12 de Julho), de novo com socialistas, nomeadamente com Guy Mollet, mantendo-se Schuman nos estrangeiros e aparecendo Jules Moch na pasta da defesa. Enquanto isto, Charles de Gaulle critica o plano Schuman: on propose un méli-mélo de charbon et acier sans savoir où l'on va aller en invoquant un combinat quelconque (19 de Maio).

L'Europe ne se fera pas d'un coup, ni dans une construction d'ensemble. Só se pode fazer a Europa en créant une solidarité de fait, pelo que propõe la mise em commun de productions de base et para l'institution d'une haute autorité nouvelle, dont les décisions lieront la Allemagne, l'Allemagne et les pays que adhéront, cette proposition réalisera les premières assises concrètes d'une fédération européenne indispensable à la préservation de la paix (Robert Schuman, em 9 de Maio).

Dos homens contra o humano à multidão solitária – No plano das ideias, no ano da morte de Orwell, Laski, Mauss, Schumpeter e Mounier, e do lançamento da encíclica Humani Generis que fala na filosofia errónea do existencialismo (22 de Agosto), se alguns ainda procuram a alma dos povos (Siegfried), outros mergulham nas análises da angústia, teorizando o poder como labirinto e a multidão solitária (David Riesman) e o conflito dos homens contra o humano (Gabriel Marcel) ou esquematizando a influência dos colarinhos brancos (Wright Mills), enquanto Harold Lasswell e Abraham Kaplan lançam Power and Society e o búlgaro Elias Canetti teoriza Masse und Macht. Já Madre Teresa de Calcutá funda a irmandade das Missionárias da Caridade. No plano da ciência política a UNESCO publica o relatório La Science Politique Contemporaine e Maurice Duverger edita L’Influence des Systèmes Electoraux sur la Vie Politique. Edward Hallet Carr começa a publicar The Bolshevik Revolution, Eric Weil teoriza Hegel et l’État e Raymond Abellio se destaca com Vers un Nouveau Prophétisme. Porque os grupos de pressão deram origem a uma estrutura de poder singularmente amorfa, onde é difícil estabelecer a distinção entre o chefe e as tropas, entre aqueles que é preciso ajudar e aqueles que é preciso combater, entre amigos e adversários (David Rieseman)

      
1950Integralistas na oposição e Sarmento Rodrigues nas colónias ´

Do projecto europeu à caça às bruxas

Dos homens contra o humano à multidão solitária

A procura da cultura portuguesa em tempos de Távola Redonda

µ Portugal Restaurado pela Monarquia ä Directório Democrato-Social ä Frente Socialista ä Comissão Portuguesa pela Paz ä I Congresso dos Homens Católicos

M Morte de Militão Ribeiro (2 de Janeiro) ä Jornada contra o imperialismo norte-americano ä Prisão da Comissão Central do MND ä Greve da fome em Peniche

¤ Remodelação em 2 de Agosto

 


1950
 

1950
 

Robert Schuman

A Europa não se fará de um só golpe, nem através de uma construção de conjunto. Far-se-á através de realizações concretas, criando, em primeiro lugar, uma solidariedade de facto. A reunião das nações europeias exige que a oposição secular entre a França e a Alemanha seja eliminada. A acção empreendida deve dizer respeito, em primeiro lugar, à França e à Alemanha. Dentro deste objectivo, o governo francês propõe imediatamente a acção sobre um ponto limitado, mas decisivo

André Philip

A Europa não pode organizar a sua defesa sem a América; mas, mesmo com esta ajuda, expor-se-á a todos os riscos se continuar encerrada nos seus quadros nacionais, com os velhos exércitos, caros e inúteis

David Rieseman

Os grupos de pressão deram origem a uma estrutura de poder singularmente amorfa, onde é difícil estabelecer a distinção entre o chefe e as tropas, entre aqueles que é preciso ajudar e aqueles que é preciso combater, entre amigos e adversários

Churchill, em 11 de Agosto

Um exército europeu unificado, sob a autoridade de um ministro europeu da defesa, submetido a um controlo democrático europeu e agindo em cooperação com os Estados Unidos e o Canadá

Do projecto europeu à caça às bruxas

O ano tanto é marcado pelo Plano Schuman visando a instituição da CECA (9 de Maio) como pelo Plano Pleven sobre uma Comunidade Europeia de Defesa (24 de Outubro), depois de ser aprovado, no Conselho da Europa, um projecto de Churchill sobre a criação de um exército europeu (11 de Agosto), enquanto se lança uma União Europeia de Pagamentos (07 de Julho). Isto, quando é assinada a Convenção Europeia dos Direitos do Homem (04 de Novembro) e começa a intervenção de forças norte-americanas na Guerra da Coreia (25 de Junho). Nos Estados Unidos, surge o anticomunismo da caça às bruxas (Novembro), protagonizada pelo senador Joseph Raymond McCharty (1908-1957). Este, celebrizado por um discurso de Fevereiro de 1950, onde denuncia as inflitrações comunistas no Departamento de Estado, torna-se em1953 o líder do Government Operations Committe do Senado, onde explora a opinião pública, fomentando o anticomunismo, em sucessivas e mediáticas audições públicas de investigação. Com efeito, a política norte-americana tanto é marcada pela decisão de Truman em desenvolver o projecto de bomba de hidrogénio (30 de Janeiro), como pelo discurso de Mcharty em Wheeling (09 de Fevereiro), denunciando a existência de 57 comunistas no Departamento de Estado. Entra-se, efectivamente, na era da paranóia, tanto a Oeste como a Leste, com os norte-americanos a gastarem em defesa cerca de 20% do PNB em armamento e a estabelecerem um modelo de diplomacia total. George Marshall é nomeado secretário da defesa (12 de Setembro) e o Senado vota o International Security Act contra o comunismo (23 de Setembro). Enquanto isto, é criado o SHAPE (Supreme Headquarter Allied Powers in Europe), para o qual é nomeado Dwight Eisenhower (27 de Outubro), segundo o qual as forças do bem e do mal estão unidas, armadas e opostas como poucas vezes antes na história. A liberdade opõe-se à escravidão, a luz à escuridão. Em França, mantém-se o governo de Georges Bidault, mas do qual saem os socialistas (07 de Fevereiro), quebrando-se, por curto período o tripartisme, dado que logo surge o governo de René Pleven (12 de Julho), de novo com socialistas, nomeadamente com Guy Mollet, mantendo-se Schuman nos estrangeiros e aparecendo Jules Moch na pasta da defesa. Enquanto isto, Charles de Gaulle critica o plano Schuman: on propose un méli-mélo de charbon et acier sans savoir où l'on va aller en invoquant un combinat quelconque (19 de Maio).

Dos homens contra o humano à multidão solitária

No plano das ideias, no ano da morte de Orwell, Laski, Mauss, Schumpeter e Mounier, e do lançamento da encíclica Humani Generis que fala na filosofia errónea do existencialismo (22 de Agosto), se alguns ainda procuram a alma dos povos (Siegfried), outros mergulham nas análises da angústia, teorizando o poder como labirinto e a multidão solitária (David Riesman) e o conflito dos homens contra o humano (Gabriel Marcel) ou esquematizando a influência dos colarinhos brancos (Wright Mills), enquanto Harold Lasswell e Abraham Kaplan lançam Power and Society e o búlgaro Elias Canetti teoriza Masse und Macht.

Já Madre Teresa de Calcutá funda a irmandade das Missionárias da Caridade. No plano da ciência política a UNESCO publica o relatório La Science Politique Contemporaine e Maurice Duverger edita L’Influence des Systèmes Electoraux sur la Vie Politique. Edward Hallet Carr começa a publicar The Bolshevik Revolution, Eric Weil teoriza Hegel et l’État e Raymond Abellio se destaca com Vers un Nouveau Prophétisme. Porque os grupos de pressão deram origem a uma estrutura de poder singularmente amorfa, onde é difícil estabelecer a distinção entre o chefe e as tropas, entre aqueles que é preciso ajudar e aqueles que é preciso combater, entre amigos e adversários (David Rieseman)

A Convenção Europeia dos Direitos do Homem

Assinada em Roma em 4 de Novembro de 1950, entrou em vigor em 3 de Setembro de 1953. Não se trata de uma mera declaração de princípios, como ainda o é a Declaração Universal dos Direitos do Homem, aprovada pela Assembleia Geral da ONU em 10 de Dezembro de 1948

Surge uma Comissão Europeia dos Direitos do Homem e um Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.

Transformando o indivíduo num sujeito de direito internacional, atribui-lhe possibilidade de recurso directo à jurisdição internacional, sem ser por intermédio do respectivo aparelho estadual. Desta forma ultrapassa um dos limites da soberania clássica.

À volta do mundo

Estados Unidos da América

Nos Estados Unidos, surge o anticomunismo da caça às bruxas (Novembro), protagonizada pelo senador Joseph Raymond McCharty (1908-1957). Celebrizado por um discurso de Fevereiro de 1950, onde denuncia as inflitrações comunistas no Departamento de Estado, torna-se em1953 o líder do "Government Operations Committe" do Senado, onde explora a opinião pública, fomentando o anticomunismo, em sucessivas e mediáticas audições públicas de investigação. Com efeito, a política norte-americana tanto foi marcada pela decisão de Truman em desenvolver o projecto de bomba de hidrogénio (30 de Janeiro), como pelo discurso de Mcharty em Wheeling (9 de Fevereiro), denunciando a existência de 57 comunistas no Departamento de Estado. Entrava-se, efectivamente, na era da paranóia, tanto a Oeste como a Leste, com os norte-americanos a gastarem em defesa cerca de 20% do PNB e a estabelecerem um modelo de diplomacia total. George Marshall é nomeado secretário da defesa (12 de Setembro) e o Senado vota o International Security Act contra o comunismo (23 de Setembro). Enquanto isto é criado o SHAPE (Supreme Headquarter Allied Powers in Europe), para o qual é nomeado Dwight Eisenhower (27 de Outubro), para quem As forças do bem e do mal estão unidas, armadas e opostas como poucas vezes antes na história. A liberdade opõe-se à escravidão, a luz à escuridão.

Em França, mantinha-se o governo de Georges Bidault, mas do qual saem os socialistas (7 de Fevereiro), quebrando-se, por curto período o tripartisme, dado que logo surge o governo de René Pleven (12 de Julho), de novo com socialistas, nomeadamente com Guy Mollet, mantendo-se Schuman nos estrangeiros e aparecendo Jules Moch na pasta da defesa.

Bélgica

Na Bélgica, o príncipe Balduíno assume a regência (1 de Agosto), no dia em que surge novo governo social-cristão, com Paul Van Zeeland na pasta dos estrangeiros.

O Partido Católico Belga surge em 1820. Alia-se aos liberais em 1828, visando a independência belga, conseguida em 1830.

O unionismo marca a vida do novo Estado até 1840.

Os católicos voltam a constituir governo em 1846, mas perdem as eleições do ano seguinte.

Em 1852, com os católicos liderados por De Brouckère, voltam as unionismo.

Há confrontos entre ultramontanos e moderados e estes promovem o Congresso de Malines em 1863, criticado por Pio IX.

Desenvolvem a luta pelo ensino livre, contra o anticlericalismo dos liberais e são os inspirados das primeiras leis sociais do país.

Nos anos trinta deste século, conflitos com o rexismo. Afastados do poder de 1945 a1949, constituem de novo governos homogénos de 1950 a 1954.

Power and Society

Harold D. Lasswell em Power and Society. A Framework for Political Inquiry, considera que o estudo da política é o estudo da influência e do que influencia, que o tema da ciência política constitui-o o poder como um processo. Um processo do poder que não se separa do processo social, sendo apenas o aspecto político de um todo inter-relacionado. Considera que a influência é a posição e o poder de valor de uma personalidade ou grupo e que o poder é a participação na tomada de decisões. (New Haven, Yale University Press,1950 [trad. port. Poder e Sociedade, Brasília, Editora da Universidade de Brasília,1979]. Com Abrahan Kaplan).

The Lonely Crowd.
A Study of the Changing American Character

Obra de David Rieseman, onde se considera que as relações do indivíduo com o mundo exterior e com ele mesmo passam cada vez mais pelo intermediário das comunicações de massa. Deste modo, as pessoas heterodeterminadas (other-determined) fazem a experiência dos acontecimentos políticos através de um écran de palavras... Todos os heterodeterminados (o contrário dos intra-determinados) têm em comum a circunstância da atitude do indivíduo ser orientada pelos seus contemporâneos. A estrutura do poder em vez de se assumir como uma hierarquia única, coroada por uma classe dominante, foi substituída por uma pluralidade de grupos de pressão e de interesse (veto groups) que, hoje, partilham o poder. Os heterodeterminados passam assim a ser meros consumidores de produtos oferecidos por uma série de grupos, pelo que em vez de uma pirâmide, o poder aparece como um labirinto, fruto tanto das evoluções económicas como do próprio processo cultural, dado que se formam e forjam sujeitos cada vez mais fracos e mais influenciáveis, totalmente dependentes das comunicações. Os grupos de pressão deram origem a uma estrutura de poder singularmente amorfa, onde é difícil estabelecer a distinção entre o chefe e as tropas, entre aqueles que é preciso ajudar e aqueles que é preciso combater, entre amigos e adversários.

Mensário1950


Da morte de Orwell à decisão de fabrico de uma bomba H
Entre a aliança sino-soviética e o começo do macchartismo
Acordos franco-alemães sobre o Sarre e pacifismo pró-soviético em Estocolmo
Adenauer propõe uma federação europeia, jugoslavos em anti-societismo e surge o reino da Jordânia
No mês em que nasceu a Europa, continuam a ser proibidos partidos comunistas
Começa a intervenção norte-americana na Coreia
Um pai da Europa no ministério da defesa
A ascensão de Balduíno
O anticomunismo como doutrina oficial do Ocidente e o rearmamento alemão
Do Exército Europeu ao regresso democrático de Getúlio à presidÊncia do Brasil
Entre a Convenção Europeia dos Direitos do Homem e a caça às bruxas mcchartista
Começa o namoro entre norte-americanos e Franco

Balcãs

Na Jugoslávia, depois da ruptura entre Tito e Moscovo, em 1948, Belgrado abandona o programa de colectivização da agricultura e envereda pela chamada autogestão, baseado naquilo que qualifica como propriedade social dos meios de produção e dos recursos naturais, que seriam administrados de forma directa pelos próprios trabalhadores

Bloco soviético

O ambiente de tensão da Guerra Fria leva à proibição de partidos comunistas na Venezuela (15 de Maio) e na Austrália (25 de Maio).

Aliás, parecem bastantes íntimas as relações entre Moscovo e Pequim, com a assinatura de um tratado de amizade (14 de Fevereiro) que leva Mao à própria capital da URSS, não faltando um acordo para a exploração conjunta do Sinquião (27 de Março), no ano em que o Reino Unido reconhece a República Popular da China (6 de Janeiro) e as tropas chineses iniciam a ocupação e anexação do Tibete (21 de Outubro).

Os interesses soviéticos têm, aliás, um aliado objectivo no Congresso Mundial dos Partidários da Paz, reunido em Estocolmo, que defende a interdição da bomba atómica (18 de Março), enquanto na Finlândia o chefe do partido agrário, Ugo Kekkonen, forma governo (17 de Março).

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 31-03-2009