© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1636: Pânico em Paris face ao avanço espanhol

 

 

1628 1629 1630 1631 1632 1633 1634 1635 1636  1637 1638 1639 1640

 

  Século XVI Linha do Tempo Século XVIII

 

 Luís XIII, rei de França

 

Carlos I, Stuart (1625-1649)

 

Imperador Fernando II (1619-1637)

 
 
Espanhóis conquistam Corbie (7 de Agosto) e chegam a Pontoise. Os imperiais invadem a Borgonha. Chega a haver pânico em Paris.

Suecos vencem na batalha de Wittstock. 

 Reinado de Filipe IV (III)

Haverá cerca de 1 100 000 portugueses.

Conde João Maurício de Nassau (1604-1670)*, nomeado governador holandês do Brasil (1636-1644). 

 

Uma frota da Companhia Holandeza das Indias Orientais invade Solor, ocupa o forte dos dominicanos, expulsando da ilha os frades portugueses que se refugiam em Timor. Começa então um longo período de guerras contra os portugueses, agravada com a perda de Malaca em 1641. Os bispos desta cidade, cuja diocese incluia a Insulíndia, passam a ter residência em Timor, até à extinção do bispado no século XIX.

 

Fundada a Universidade de Harvard.

 

3º conde de Castelo Melhor, Luís de Vasconcelos e Sousa (1636-1720).

 

Gabriel Pereira de Castro, Ulisseia ou Lisboa Edificada.

 

Manuel Botelho de Oliveira (1636-1711), o primeiro poeta brasileiro, autor de Música de Parnaso, Lisboa, 1705.

 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009