© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1307: Eduardo II

 

Eduardo II

 

1300 1301 1302 1303 1304 1305 1306 1307  1308 1309 1310

 

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV

 

Filipe IV, le Bel, rei de França (1285-1314)

Eduardo I Plantageneta, rei de Inglaterra (1272-1307)

Luís I (1305-1316), rei de Navarra

Osman I, sultão dos turcos (1299-1326) 

 

 
Clemente V (1305-1314)

Otão I o Bávaro, rei da Hungria (1305-1307) 

Ladislau I, o Breve, rei da Polónia (1306-1333)

 

Começa a perseguição aos templários (sexta-feira, 13 de Outubro).

Revolta na Escócia de James Douglas (19 de Março).

 

Morte de Eduardo I na sua luta contra os escoceses. Eduardo II rei de Inglaterra (até 1327)*. Casa com Isabel de França, irmã de Luís X, Filipe V e Carlos IV, todos reis de França, e todos filhos de Filipe IV, o Belo.

Cortes de Castela conseguem que o poder tributário passe a depender do seu prévio consentimento.

Alberto I faz o filho Rudolfo rei da Boémia (18 de Janeiro).

Hospitalários, da Ordem de S. João do Hospital, começam a conquista de Rodes (Julho). Em 5 de Setembro o papa Clemente V reconhece a ocupação. Hão-de fixar-se em Malta em 1522, por doação de Carlos V.

 

 

Reinado de D. Dinis

Inquirições.

Novo empréstimo de D. Dinis a Fernando IV de Castela, durante as lutas entre este e João Nunes de Lara.

Nomeado o primeiro almirante português: Nuno Fernandes Cogominho.

Contenda de D. Dinis com o bispo de Tuy. 
Dante começa A Divina Comédia (1307-1321).

Scottus passa para professor em Colónia.

Data em que se situa a actuação do lendário patriota suíço Guilherme Tell atirando a uma maçã posta na cabeça do filho (18 de Novembro).

O veneziano Marino Sanuto, o Velho, rdige entre 1307 e 1321, os Secreta fidelium crucis, uma geografia comercial e polítiva da cristandade.  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009