© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1366: Pregação de John Wycliff

 

 

1358 1359 1360 1361 1362 1363 1364 1365 1366  1367 1368 1369 1370

 

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV

 Carlos V, le Sage, rei de França (1364-1380)

 

Filipe o Atrevido, duque da Borgonha (1363-1404)

 

Carlos III, o Mau, rei de Navarra (1349-1387)

 

Eduardo III, rei de Inglaterra  (1327-1377)

 

Valdemar IV, rei da Dinamarca (1340-1375)

 

Henrique II, Trastamara, é proclamado rei (16 de Março)

 

Murad I, sultão otomano (1359-1389)

Stephan Uros V (1355-1371).

 

Papa Urbano V (1362-1370)

Carlos IV, do Luxemburgo (1346-1378)

Joana I, rainha de Nápoles (1343-1382)

Frederico III, o Simples (1355-1377), rei de Aragão e da Sicília.

Luís I, o Grande, de Anjou, rei da Hungria (1342-1382)

Casimiro III, o Grande, rei da Polónia (1333-1370)

João V, Imperador do Oriente (1341-1376)

Dmitri IV, príncipe de Moscovo (1362-1389)

Tratado de Libourne (Setembro). Entre Pedro I de Castela, os ingleses do Príncipe Negro e Navarra de Carlos II, o Mau.

Du Guesclin intervém em Castela, em apoio de Henrique II.

Henrique II, Trastamara, é proclamado rei (16 de Março). 

 

 Reinado de D. Pedro I

Tratado de paz da Ribeira do Caia entre D. Pedro I de Portugal e Henrique II de Castela (Outubro). Previsto o consórcio do príncipe D. Fernando com uma infanta castelhana.  
Começa a pregação de John Wyclif. Funda os Lolardos, que colocam a Bíblia acima da Igreja.

Criação da Liga das cidades da Suábia.

Eduardo III recusa pagar censo à Igreja. 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009