© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1713: Paz de Utrecht

 

 

1710 1711 1712 1713   1714 1715 1716 1717 1718 1719 1720

 

  Século XVI  Linha do Tempo

 

  1700-1714 Guerra da Sucessão da Espanha
 

 Luís XIV, rei de França

Ana Stuart, rainha inglesa (1702-1714).

Filipe V, Bourbon, rei de Espanha (1700-1724)

Imperador Carlos VI (1711-1740)

 
 

Paz de Utreque (Abril e Junho). Põe fim a grande parte do sistema de guerras de Luís XIV.

 

Frederico-Guilherme I, Hohenzollern, torna-se rei da Prússia (1713-1740)*. O chamado rei sargento, sucedendo ao pai, Frederico I. Dizia: sou o general-chefe e o ministro das finanças do rei da Prússia. Vai organizar um ministério dos estrangeiros e outro da justiça. Institui o chamado general directorium por ele presidido, com a missão de controlar a administração e as finanças do reino. Um reino com apenas dois milhões de habitantes mas que consegue organizar um exército de 160 000 efectivos.

 

Pragmática Sanção do imperador Carlos VI (19 de Abril). Regula a sucessão imperial, como património dos Habsburgos, estabelecendo a regra da primogenitura, incluindo mulheres. Consegue que as potências da Europa reconheçam a sucessão da sua filha Maria Teresa, dado não ter herdeiros masculinos.

 

 

 

 

 

 


 

Em 11 de Abril de 1713 é assinado em Utreque um tratado de paz entre a França e Portugal ; em 6 de Fevereiro de 1715 é a vez de um tratado de paz com a Espanha (Portugal restitui à Espanha Albuquerque e Puebla e retoma o castelo de Noudar; obtém a colónia do Sacramento)

Em 11 de Setembro de 1709, depois da vitória dos Bourbons em Malplaquet, inverte-se a sorte da guerra; em 1710 já conquistam a Catalunha; desde Setembro de 1709 que começam as negociações de paz em Utreque; em 17 de Abril de 1711 morre José I, sucedendo-lhe o arquiduque Carlos; a Inglaterra, receosa do regresso a Carlos

A guerra termina com uma série de acordos: Tratado de Utrecht (11 de Abril de 1713), Tratado de Rastadt (7 de Setembro de 1714); Tratado de Baden (7 de Setembro de 1714) e Tratado de Antuérpia (15 de Novembro de 1715)

A Espanha cede à Áustria os Países Baixos do Sul, o Milanês, a Sardenha e o Reino de Nápoles; Filipe V renuncia também à coroa francesa

O Duque de Sabóia recebe a Sicília e adquire o título de rei.

Os ingleses ganham Gibraltar e Minorca na Europa; nas colónias obtêm a Nova Escócia, a Terra Nova a baía de Hudson e importantes concessões comerciais na América do Sul; asseguram a sucessão da monarquia protestante; passam a ter preponderância naval e comercial

A França mantém as suas fronteiras, embora tenha que ceder algumas praças da Flandres às Províncias Unidas
 

Reinado de D. João V

 

Projecto para o tratado de paz com a França, em 19 artigos (20 de Maio)

Tratado de Utreque - Tratado de paz e amizade entre D. João V e Luís XIV de França (11 de Abril)

Rainha de Inglaterra compromete-se a defender a integridade de Portugal em caso de conflito com a Espanha (19 de Agosto).

 

Em 11 de Abril é assinado em Utreque um tratado de paz entre a França e Portugal, que tem como plenipotenciários o conde de Tarouca e D. Luís da Cunha. Portugal vê reconhecido o respectivo direito sobre as duas margens do Amazonas. No Sul do Brasil, as fronteiras atingem o Rio da Prata, desistindo a Espanha da colónia do Sacramento. Ficamos também com o castelo de Noudar e a Ínsula de Verdeolho. 
Denis Diderot (1713-1784) ö1746.

 

Luís António Vernei (1713-1791)ö1746.

 

 

Charles Irénée Castel, Abade de Saint Pierre, Project de Paix Perpétuelle, em 3 vols, Utrecht.

 

Publicação de Fénix Renascida 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:05-03-2009