1983
 

Fevereiro
Da invenção dos CDs à despenalização do aborto

 

 

Despenalizado o aborto em Espanha (2 de Fevereiro)

Grande ofensiva iraniana contra o Iraque (7 de Fevereiro)

Na Checoslováquia é libertado Vaclav Havel (7 de Fevereiro)

Israel: Ariel Sharon demite-se do cargo de ministro da defesa de Israel, acusado dos massacres de Shatila e Sabra (14 de Fevereiro). Segue-se a do próprio Menahem Begin (15 de Setembro), a quem sucede Ytzhak Shamir (10 de Outubro).

Distúrbios na Índia entre nepaleses e gentes oriundas do Bangla Desh, com cerca de 4 000 mortos (15 de Fevereiro)

Abdou Diouf eleito presidente do Senegal (25 de Fevereiro). Estamos num ano de grande seca, com a consequente crise das subsistências, obrigando à importação de arroz.

Surge o CD (disco compacto), com leitor de raio laser (28 de Fevereiro)

A Comissão apresenta ao Conselho Europeu um Livro Verde sobre o futuro financiamento da Comunidade (7 de Fevereiro)

 

Novas lideranças do pós-AD. V Congresso do CDS (20 de Fevereiro). Lucas Pires novo Presidente do partido num Congresso realizado em Lisboa no Teatro Maria Matos. X Congresso do PSD em Montechoro (dias 25 a 27 de Fevereiro). Balsemão é substituído por uma direcção colegial. Nuno Rodrigues dos Santos torna-se presidente e uma troika, constituída por Nascimento Rodrigues, Eurico de Melo e Mota Pinto, dá assessoria à veneranda liderança moral do velho maçon liberal. Sinais doutrinários do eanismo: Emitido o manifesto Para um aprofundamento da democracia (15 de Março). Subscrevem-no Henrique de Barros, Medeiros Ferreira, Manuela Silva e Maria de Lurdes Pintasilgo.

Greves da CP, Carris e Metro (8 de Fevereiro).

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano


 

 

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: