1955
 

Julho
Spaak e o relance europeísta

 

 

Encontro cimeiro dos chamados quatro grandes em Genebra com Eisenhower, Bulganine, Eden e Faure, revela um certo desanuviamento; surge nos media, pela primeira vez, a palavra détente(18-23 de Julho). As expressões détente e coexistência pacífica começam a preponderar em1955, quando o degelo khruchteviano permite uma distensão no processo da guerra fria. Como então se dizia, se entre o Leste e o Oeste não se gerara ainda um modus vivendi, sempre de estabelecera, pelo menos, um modus non moriendi. Em 23 de Julho de 1955, com o encontro dos Quatro Grandes em Genebra surge um certo desanuviamento na tensão Leste-Oeste. Já em 19 de Maio de a URSS havia restituído a soberania à Áustria. Contudo, apesar da acalmia nas relações entre os dois blocos, eis que emergia o terceiro-mundismo, principalmente a partir da Conferência de Bandung, também de 1955.

RFA: Adenauer cede o lugar de ministro dos estrangeiros a Von Brentano* (6 de Julho)

Itália: novo governo presidido por Antonio Segni (12 de Julho)

Começam as reuniões do Comité Spaak, em Val-Duchesse, até Abril de 1956 (Julho)

Alta Autoridade da CECA exige que as empresas do sector do carvão e do aço lhe comuniquem previamente os respectivos programas de investimento (20 de Julho)

Remodelação– Em 7 de Julho: Marcello Caetano como ministro da presidência; Veiga de Macedo nas corporações; António Pinto Barbosa na economia, tendo como subsecretários de Estado Jacinto Nunes e José Gonçalo Correia de Oliveira (n. 1921); Raúl Ventura no ultramar. Leite Pinto assume a pasta da educação.

Conforme o comentário de Marcelo Rebelo de Sousa, é quase um Governo escolhido por Marcello Caetano...é o marcelismo, mitigado por alguns salazaristas. Por outras palavras, a modernização vai chamar-se televisão e Plano de Fomento, ao ritmo da OECE e sob o impulso do chamado Grupo da Choupana, nome do restaurante do Estoril onde se reuniam os marcelistas que se assumem como direitistas e republicanos.

 

 

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: