1955
 

Novembro
Da autonomia de Marrocos à neutralidade austríaca


 

Comunicado do conselho de ministros francês declara a aceitar Marrocos com o estatuto de Estado Moderno, num quadro de interdependência com a França (5 de Novembro). O sultão Muhamad*, que estava deportado desde 1953, foi autorizado a regressar à pátria no dia 1 de Outubro, chegando a Nice no dia 31 do mesmo mês. No dia 6 de Novembro já assina declaração comum com o governo francês a no seguinte dia 16 regressa a Marrocos, para, dez dias depois, nomear Si Bekkai como chefe do governo

Dissolvida a Assembleia Nacional em França. Edgar Faure, alguns dias depois, é excluído do partido radical (30 de Novembro)

Espanha: Fuster Dulles visita Madrid e tem entrevista com Franco (1 de Novembro)

Áustria: Lei constitucional estabelece a neutralidade (5 de Novembro)

Henrique Galvão tenta evadir-se do Hospital de Santa Maria de Lisboa, em 4 de Novembro, agredindo o polícia que o guardava, sendo julgado por esta conduta em 5 de Novembro de 1955.

Católicos. Proibida a publicação das conclusões do I Congresso da JOC, bem como as cerimónias de um jogo cénico que teria lugar depois da sessão de encerramento, por interferirem no terreno concreto do mundo político ou político-económico e político-social, segundo as considerações feitas, então, pelas autoridades.

 

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: