Ver index da Biografia do Pensamento Político

 

 

Vacher de Lapouge, Gorges

 

Au point de vue sélectionniste, je regarderais comme fâcheux le très grand développement numérique des éléments Jaunes et Noirs qui seraient d’une élimination difficile

1854-1936

Aryen (L’) et son Rôle Social 1899
 

Valois, Georges

1878-1945 La Révolution Nationale 1924
 

Vasconcelos, Amadeu Cerqueira

1879-1952 

Os Meus Cadernos 1913
 

Vasconcelos, Luís Mendes de

Dialogos do Sítio de Lisboa 1608
 

Vásquez de Menchaca, Fernando  

Utile, id quod libet

1512-1568

Controversiarium illustrium aliarumque usu frequentium 1595
 

Vattel, Emmerich de

 

As leis são regras estabelecidas pela autoridade pública, para serem observadas na sociedade

1714-1767 Droit (Le) des Gens  1758
 

Veblen, Thorstein Bunde

1857-1929

The Theory of the Leisure Class 1899

Vecchio, Giorgio Del

 

Cada sujeito deve ser reconhecido (pelos outros) por aquilo que vale, de modo que a cada um seja atribuído (pelos outros) aquilo que lhe compete

1878-1978

Lezioni di Filosofia del Diritto 1930

Verba, Sidney

Civic Culture  1963

Vernei, Luís António

 

Pode um pensamento ter estilo sublime, e não ser pensamento sublime; e pode achar-se um pensamento sublime, com estilo simples

1713-1791

Verdadeiro Método de Estudar 1746

Vianna, Francisco José de Oliveira

1883-1951 O Idealismo na Constituição 1927

Vico, Giambattista

Existe na natureza humana uma língua mental comum a todas as nações

1668-1774

Prinzipi di una scienza nuova 1725
 

Viegas, António Pais

-1650

Manifesto do Reino de Portugal 1641

Vieira, Afonso Lopes

Salazar e o regime cometeram o monstruoso erro psicológico de quererem governar este povo com... método geométrico, coercitivo e glaciar, levando a uma rotura no parentesco dos portugueses.

Homens Livres   1923
Éclogas de Agora 1935

Vieira, Padre António

Todos os reinos se unirão em um ceptro, todas as cabeças obedecerão a uma suprema cabeça, todas as coroas se rematarão num só diadema, e esta será a peanha da Cruz de Cristo.

1608-1697

 

Sermão pelo Bom sucesso das nossas Armas 1645
 

Vilarreal, Manuel Fernandes

1608-1663

El Politico Christianissimo 1642
 

Vilas-Boas,Martim de Carvalho

Sec. XVI Espejo de Principes y Ministros 1598

Vilhena, Júlio Marques de 

Nós vivemos desde 1834, ou em guerra civil ou em absoluta relaxação administrativa. O período de guerra civil terminou em 1852 com o complemento desnecessário do primeiro acto adicional à Carta; o da relaxação principiou com Rodrigo da Fonseca Magalhães, ou antes com a Regeneração, de que ele foi, no seu início, o principal ornamento. O sistema, que se tornou geral nos partidos, de viver bem com todos, de corromper os mais renitentes, chamando-os ao governo e aos grandes cargos do reino, foi viciando os costumes e os caracteres, de sorte que nos últimos tempos não havia senão interesses e nenhuma dedicação sincera por ninguém. Todos procuravam o seu sossego e as suas comodidades e ninguém tinha coragem para sacrificar a vida. O exército estava corroído pela propaganda, e na classe civil não havia força para arrostar com o elemento demagógico (1900)

1846-1928

Antes da República. Notas Autobiográficas 1916
 

Villey, Michel

Les "droits de l'homme" sont irréels. Leur impuissance est manifeste. Que la Constitution française ou ses préambules proclament le droit au travail, il y a en France un million et demi de chômeurs qui n'en sont pas plus avancés. Et qu'on ait inscrit dans la Charte prétenduement universelle des Nations Unies des droits à participer aux affaires publiques, aux élections libres, aux loisirs, à la culture ainsi qu'à l'aisance, disons qu'au Cambodge ou dans le Sahel, et dans les trois quarts des pays du globe, ces formules sont indécentes!

1914-1988

Philosophie du Droit 1975

Vitória, Francisco de 

À República compete governar-se e administrar-se a si mesma e dirigir todos os poderes para o bem comum ...cada república deve ser perfeita e integral, não sendo parcela de outra república

1492-1546

Relectio de potestate civili   1528
Relectio prior de Indis recenter inventis 1538

Vives, Juan Luis

El humanista relacionará unos estudios con otros, pues todos ellos tienen entre sí alguna coherencia y parentesco. Será afanoso de saber y jamás le pasará por la mente haber llegado a la cumbre y al cabo de la erudición

1492-1540

De concordia et discordia in humano genero 1529

Voegelin, Eric

Uma teoria não é apenas a emissão de uma opinião a respeito da existência humana em sociedade; é uma tentativa de formular o sentido da existência, definindo o conteúdo de uma género definido de experiências

1901-1985

New Science of Politics 1952
The Nature of Law 1991

Volpe, Galvano Della

1895

Critica dell'Ideologia Contemporanea 1967

Voltaire, François-Marie Arouet

A tolerância é a consequência necessária do reconhecimento de que somos falíveis: errar é humano, e todos nós cometemos erros permanentemente. Então perdoemo‑nos uns aos outros as nossas loucuras. É este o fundamento do direito natural

1694-1778

Dictionnaire Philosophique Portatif 1764

 

 

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 05-03-2009