1951
 

Janeiro

As guerras quentes da guerra fria

 

Karl Jaspers* anuncia que a humanidade pode suicidar-se, referindo-se às armas atómicas

Dissolução do parlamento grego (7 de Janeiro)

Socialistas entram no governo de Urho Kekkonen, na Finlândia (17 de Janeiro)

Itália: são expulsos do PCI dois dirigentes acusados de titismo: Aldo Cucchi e Valdo Magnani (23 de Janeiro)

Estados Unidos da América, através de uma carta subscrita por Acheson, apoiam o plano Pleven (27 de Janeiro)

O industrial Krupp é libertado na Alemanha (31 de Janeiro)

Forças sino-coreanas conquistam Seul (3 de Janeiro).

Detida a ofensiva comunista na Coreia (24 de Janeiro). No dia 30 já McArthur assume a iniciativa, invadindo o território da Coreia do Norte

Ofensiva dos comunistas do Vietname a norte de Tonquim (12 de Janeiro)

Política externa – Portugal beneficia do Plano Marshall na compra de cereais e em obras de irrigação, sendo assinado um acordo de assistência mútua entre Portugal e os Estados Unidos da América (6 de Janeiro). Eisenhower, comandante supremo das forças da NATO, visita Lisboa (17 de Janeiro).

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: