1958
 

Outubro

Morre o papa, viva o papa

 

 

Criado o novo partido gaullista, UNR, a Union pour la Nouvelle République (1 de Outubro).

Resposta norte-americana ao memorando de Charles de Gaulle de 27 de Setembro não se faz tardar (20 de Outubro). Consideram que não se poderia adoptar um sistema que daria aos nossos outros aliados ou a outros países do mundo livre a impressão que decisões fundamentais, susceptíveis de afectar os seus próprios interesses vitais são tomadas sem a respectiva participação.

Instalação no Luxemburgo do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias, presidido pelo holandês Andreas Mathias Donner (7 de Outubro)

Morre Pio XII (9 de Outubro)

Conclave elege João XXIII (28 de Outubro)

No Congo Belga cresce a influência do Movimento Nacional Congolês e o respectivo líder, Patrice Lumumba, num discurso pronunciado em 10 de Outubro, proclama que a independência não é um presente da Bélgica, mas um direito fundamental do povo congolês.

De Gaulle propõe para o fim da guerra de Argélia, a paix des braves (23 de Outubro). Tinha lançado no dia 3 o chamado "Plan de Constantine" de desenvolvimento económico e social.

Boris Pasternak nomeado para o Prémio Nobel (23 de Outubro)

No Paquistão sobe ao poder o general Ayub Khan, que aí se mantém até 1969 (27 de Outubro). O modelo dizia-se de uma democracia de bases, assente no chamado autogoverno e nas eleições presidenciais indirectas. Tudo nasceu de um golpe militar, de 7 de Outubro.

A Guiné-Conakry, depois de recusar a integração na Comunidade Francesa, obtém a independência em 2 de Outubro, tornando-se presidente Ahmed Sékou Touré que, em nome do neutralismo positivo vai estabelecer um regime de partido único, o Partido Democrático da Guiné, dizendo preferir a pobreza com liberdade à riqueza com escravatura.

De Gaulle, ofendido, manda retirar imediatamente os quadros técnicos aí instalados, desactiva as instalações industriais e bloqueia as trocas comerciais. Mais do que isso: entende que o processo da colonização chegara ao fim, quando aqueles africanos recusam a honra da cidadania francesa.

O secretário geral da NATO, Spaak, visita Lisboa, declarando que a ameaça comunista é hoje mais africana do que europeia e talvez mais económica e social do que militar (30 de Outubro)

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

 

Ver síntese do ano

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: