1957
 

Janeiro
A era MacMillan, batalha de Argel e anticomunismo no Médio Oriente

 


 

Reintegração do Sarre na RFA (1 de Janeiro)

EUA: Eisenhower comunica ao Congresso a respectiva doutrina de apoio a todos os Estados do Médio Oriente que sejam objecto de agressão comunista (5 de Janeiro). Em 23 de Março, os EUA vão aderir ao Pacto de Bagdad.

Reino Unido: Harold MacMillan sucede a Eden* como Primeiro Ministro; invocadas razões de saúde, mas a questão fundamental terá sido o desgaste provocado pela crise do Suez (10 de Janeiro)

Presos os principais activistas do IRA (13 de Janeiro)

Egipto: nacionalização de bancos e seguros de companhias estrangeiras (31 de Janeiro)

França: batalha de Argel. Coronel Massu consegue fazer grande operação de limpeza antiterrorista na capital (7 de Janeiro)

Oposição republicana – Sessão comemorativa do 31 de Janeiro no Porto, no Coliseu, quando ainda se mantém a actividade a Comissão Promotora do Voto que subscreve mais uma representação do Presidente da República. Vários oposicionistas entregam também no Ministério do Interior os estatutos da Frente Nacional Liberal e Democrática, no sentido da respectiva aprovação, que não vai ser concedida (13 de Março). Já um grupo de 72 advogados protesta publicamente contra as acções repressivas da PIDE (Março). Oposicionistas, ainda liderados pela Comissão Promotora do Voto, promovem, no Hotel Império, no Porto, um jantar de homenagem a José Domingues dos Santos (8 de Maio). Segue-se almoço de confraternização de oposicionistas em Aveiro comemorando a revolução liberal de 1828 (16 de Maio). Em Maio, vários elementos da oposição solicitam mais uma amnistia ao Presidente da Assembleia Nacional; outros subscrevem junto do Presidente da República uma Representação dos Democratas Abstencionistas (4 de Outubro), enquanto o Directório Democrato-Social, fundado em1950, passa a assumir-se como Acção Democrato-Social.

 

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: