1957
 

Outubro

Entre Willy Brandt e o Sputnik

 

Willy Brandt eleito burgomestre de Berlim (3 de Outubro)

Novo governo alemão; Von Brentano nos negócios estrangeiros, Strauss na defesa; em 31 de Outubro Ludwig Erhard será nomeado vice-chanceler (28 de Outubro)

Guiseppe Saragat* eeleito secretário-geral do Partido Social-Democrata (31 de Outubro)

Lançado o Sputnik (4 de Outubro). A competição vai também chegar ao espaço quando em 4 de Outubro a URSS lança o primeiro satélite artificial, o Sputnik I, para, logo depois, ensaiar o disparo do primeiro míssil balístico intercontinental. Não tarda que a mesma URSS, confirmando a liderança na corrida espacial, coloque, em 21 de Abril de 1961, o primeiro homem no espaço, Gagarine.

Realiza-se o I Congresso Republicano de Aveiro, organizado por Mário Sacramento. Ainda preside à sessão o antigo ministro da I República, Dr. António Luís Gomes (6 de Outubro).

Candidaturas oposicionistas – Tendo em vista a campanha eleitoral, a oposição candidata por Lisboa Ferreira Martins, Câmara Reys, Manuel da Palma Carlos e Arlindo Vicente (1906-1990). É apresentado um protesto a Craveiro Lopes, subscrito por Jaime Cortesão, Azevedo Gomes, Hélder Ribeiro, Tito de Morais, Nuno Simões, José Domingues dos Santos, Adão e Silva e Acácio Gouveia, que defendem um governo nacional (Outubro). Cunha Leal assume-se como abstencionista e critica o veneno corrosivo da insinuação bolchevista, apelando à democracia pluralista, que seria capaz de melhor conter o comunismo que o Estado Novo (Outubro). A lista da oposição por Lisboa não é autorizada a concorrer por decisão do Supremo Tribunal Administrativo, enquanto as listas apresentadas em Aveiro e no Porto logo desistem, apenas persistindo a de Braga (18 de Outubro). Sessão de recepção à imprensa dos oposicionistas, realizada no café Chave d’Ouro em Lisboa, onde os candidatos explicam porque se abstêm do acto eleitoral. A notícia é dada na imprensa do dia seguinte (30 de Outubro). Um grupo de oposicionistas, liderado por Câmara dos Reys esboça mesmo um movimento destinado a propor Mário de Azevedo Gomes como candidato à Presidência da República, mas a ideia acaba por não avançar (Novembro).

Movimento Monárquico Independente de monárquicos oposicionistas, onde se destacam Fernando Amado, João Camossa e Gonçalo Ribeiro Teles. Participam nas movimentações da Revolta da Sé de 1959. Candidatam-se em 1961, juntando-se-lhe Francisco Sousa Tavares, Mário Pessoa e Fernando Vaz Pinto. Ainda têm intervenção nas eleições de 1965.

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: