Bush, Iraque e GNR

 

Confissões de um tradicionalista liberal

 

Libertação, precisa-se!

 

Sobre a demagogia dos que pensam anti-demagogos

 

Carta entreaberta a um europeísta desencantado

 

Contra a Razão do Euro-Estado

 

Contra as constituições valérias!

 

Contra a política sem alma

 

Os ministros passam, o Zé Povinho paga

 

Dos ministros que não mandam

 

A governança sem governo

 

Da arte de furtar à reforma universitária

 

Tumores a extirpar

 

Sonhar o pós-guerra em plena guerra (Abril 2003)

 

A Moderna, os Pilatos e os Fantasmas (Março 2003)

 

Contra a bulgarização de Portugal (Março 2003)

 

Menos um! (Fevereiro 2003)

 

Cruz, Iraque, Durão e Américo Tomás (Fevereiro 2003)

 

Como se perde o estado de graça (Janeiro 2003)

 

Meditações de um oposicionista suave (Janeiro 2003)

 

Pela Santa Liberdade!

 

Na prática, a teoria é outra...

 

Do fogo que arde sem se ver...

 

Para que Portugal não arda!

 

O regresso do pio brother

 

Entre dois MRPPs...

 

Por uma identidade nacional aberta (in "Lusitana Antiga Liberdade")

 

Que os repúblicos sejam homens livres!

 

Prefácio ao livro Carlos Abreu Amorim "Como é difícil ser liberal em Portugal"

 

Do Atlântico ao Índico. A Boa Esperança

 

Contra os que estão contra o regime (Maio 2003)

 

Contra a laicíssima trindade que nos supergoverna (Maio 2003)

 

Contra o Estado a que chegámos (Abril 2003)

 

O regresso ao desencanto doméstico (Abril 2003)

 

Luanda já não é nome de guerra (Dezembro 2002)

 

Da Maria da Fonte à Rainha Ginga (Dezembro 2002)

 

Dos fantasmas de direita aos complexos de esquerda (Novembro 2002)

 

Pela portugalização da Espanha (8 Nov. 2002)

 

O Neofeudalismo e a Ética Republicana (Outubro 2002)

 

O Regime da Palermocracia (Outubro 2002)

 

Portas, Feitiços e Porteiros  (24 Set. 2002)

 

Queques, Ferro Velho e Miguelistas (27 Ag. 2002)

 

Entre Montaigne e Mário Soares (5 Ag. 2002)

 

Sobre o day after no Afeganistão: Só é novo aquilo que se esqueceu  

 

Sobre a crise da democracia portuguesa: Vemos, Ouvimos e Lemos  

 

Sobre o ataque ao Afeganistão: A Democracia e a Guerra

 

Sobre o 11 de Setembro. Prefiro Kant a Rambo

 

Na morte de Costa Gomes

 

Um Verão sem crise

Que fazer? Para que Minerva levante voo